Oficial: Sporting aplica cortes salariais até aos 50%

Em comunicado à CMVM, esta quarta-feira à noite, o Sporting confirmou a aplicação de um regime de lay-off simplificado, tal como um corte salarial de 40% aos jogadores e à equipa técnica do futebol profissional e um corte de 50% no caso dos membros do Conselho de Administração.

“As referidas medidas têm por objectivo reduzir os custos fixos da Sporting SAD e juntam-se a outras já adoptadas, como, a redução salarial dos membros do Conselho de Administração em 50%, a redução salarial dos jogadores e da equipa técnica do futebol profissional em 40%, a redução de custos operacionais (FSE), o corte de despesas acessórias e a suspensão ou adiamento de investimentos não críticos”, lê-se no comunicado.

Os leões justificam a aplicação do sistema de lay-off simplificado, “melhor defesa da manutenção dos postos de trabalho”, que se irá aplicar a 95% dos trabalhadores dependentes e independentes do clube. “Foram, assim, adoptadas medidas de suspensão temporária da prestação de trabalho e de redução do período normal de trabalho, bem como medidas de redução dos contratos com prestadores de serviços, abrangendo cerca de 95% do universo dos trabalhadores dependentes e independentes”, continua a nota oficial.

“A Sporting SAD estima, com base na informação disponível à data de hoje, que a implementação de tais medidas excepcionais e temporárias tenha como impacto uma redução da rúbrica de custos com pessoal correspondente a cerca de 40%, durante o período aplicável”, acrescenta o clube, assumindo a necessidade destes cortes face às difíceis condições económicas causadas pela pandemia.

José Horta

Não nasci a gostar de futebol, mas quando comecei nunca mais quis outra coisa. Algarvio de nascença mas adepto do futebol para além daquele que se joga na praia. Sempre atento aos contornos e novidades do "Desporto Rei", "Beautiful Game" ou lhe quiserem chamar. Aluno universitário de Ciências da Comunicação na FCSH.