O vinho continua a amadurecer e Buffon vai renovar com a Juventus

Há coisas que parecem não mudar no mundo do futebol e uma delas é a continuidade de Buffon a jogar. O lendário guarda-redes terá fechado um acordo com a Juventus para renovar até 2021.

Segundo avança esta sexta-feira o Tuttosport, o experiente guarda-redes de 42 anos e o presidente da Vecchia Signora, Andrea Agnelli, terão falado ao telefone e fechado um acordo para renovar o vínculo que une as duas partes até 2021.

A mesma fonte avança mesmo que o acordo prevê a possibilidade do guardião transalpino vir a jogar mais uma temporada. Agora, faltará apenas o habitual aperto de mão entre as duas partes e assinatura do novo contrato para oficializar a renovação.

Esta notícia surge um dia depois de outra dupla mítica dos relvados italianos, Francesco Totti e Fabio Cannavaro, terem comentado a longa e duradoura carreira do seu compatriota e antigo colega.

Digo-te, o Gigi quer jogar até aos 50. Mas ele pode jogar por mais duas ou três épocas“, considerou Totti, ex-capião da Roma, de 43 anos.

O antigo defesa concorda: “Sabes como é, ele não vai quer parar, mas vão ter de o obrigar a parar, o que é diferente“, atirou Cannavaro, de 46 anos.

A confirmar-se esta renovação, Gianluigi Buffon partirá assim para aquela que será a sua 26ª temporada enquanto profissional, das quais 18 foram ao serviço da Juventus, após ter-se transferido do Parma e tornado-se o guarda-redes mais caro da história, na altura.

Pelo meio, passou ainda uma temporada no Paris SG, na temporada passada, mas acabou por regressar em 2019/20 a Turim, onde fez até agora 11 partidas, entre todas as competições, e sofreu nove golos, somando três golos a limpo, ou seja, sem sofrer golos.

Continua assim a carreira de um dos melhores guarda-redes de sempre e cujo palmarés fala por si. Ao longo de toda a sua carreira, Gigi Buffon fez um total de 912 jogos, na qual venceu um Mundial, uma Liga Europa, uma Liga Francesa, nove Ligas Italianas, um título da Serie B italiana, uma Taça de França, cinco Coppas de Itália e seis Supertaças italianas. Além de todos estes títulos coletivos ao nível de clubes, Buffon foi várias vezes considerado o melhor guarda-redes do mundo.

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.