Históricos: Larsson, a estrela que supera Ibrahimovic

Atualmente, quando se fala sobre os grandes jogadores suecos da história do futebol, o nome de Zlatan Ibrahimovic é, geralmente, o primeiro a ser referido pelos adeptos. Contudo, para os fãs que assistiram aos jogos da modalidade nos anos 90 e no início dos anos 2000, o melhor futebolista de sempre do país nórdico é Henrik Larsson.

Filho de pai cabo-verdiano e de mãe sueca, Henrik Edward Larsson, nascido em Helsingborg, a 20 de setembro de 1971, começou a sua carreira profissional em 1988, dando os seus primeiros passos como atacante letal no campeonato sueco, ao serviço de clubes como o Högaborgs e, sobretudo, o Helsingborgs IF.

Em 1993 transfere-se para o Feyenoord, onde, em 150 jogos, consegue conquistar duas Taças da Holanda (1993-94, 1994-95), marcando ao todo 44 golos.

Após despertar o interesse de diversos clubes europeus, resultante das suas boas exibições no campeonato holandês, Larsson assinou contrato com os Celtic em 1997, elevando o seu nome ao estrelato.

Pelos escoceses, o goleador tem no seu palmarés quatro ligas escocesas (1997-98, 2000-01, 2001-02, 2003-04); duas Taças da Liga (1997-98, 200-01) e duas Taças da Escócia (2000-01, 2003-04), alcançando, também, o prémio de artilheiro da liga por cinco vezes, quatro delas seguidas, e a bota de couro em 2001.

No total, foram 316 jogos e 243 golos antes de rumar ao Barcelona na temporada 2004-05. Como jogador dos “culés”, o sueco ganhou duas ligas espanholas (2004-05, 2005-06); uma Supertaça de Espanha em 2005 e uma Liga dos Campeões (2005-06), cumprindo 59 jogos e marcando 19 golos.

Depois do término desta competição, o avançado anunciou o seu regresso ao Helsingborgs IF, tendo ainda se tornado campeão da liga inglesa quando esteve emprestado ao Manchester United, na época 2006-07.

Já pela seleção nacional, Larsson conta com 106 internacionalizações e 37 golos marcados entre 1992 e 2009, tendo participado em três Campeonatos do Mundo (1994, 2002 e 2006) e três Campeonatos da Europa (2000, 2004 e 2008).

A 28 de outubro de 2009, o maior marcador da história da Liga Europa (40 golos) realizou o seu jogo de despedida pelo Helsingborgs IF, sendo homenageado por dois dos seus antigos técnicos (Lars Lagerbäck e Alex Ferguson) e pelo seu sucessor, Zlatan Ibrahimovic.