Quem é Agustín Urzi, alvo do Benfica?

Não são simples rumores. Agustín Urzi é alvo do Benfica, havendo confimação por parte do atleta e do seu agente, sendo ainda um quase desconhecido em Portugal.

O Boca e o Racing falaram com o meu empresário e com o Banfield. Quem mais? O Inter, Benfica, a Roma, Atlético de Madrid também. Já não me lembro de mais. Esqueci-me”, disse Urzi no dia 14 de abril.

Vamos conhecer melhor o extremo ítalo-argentino de apenas 19 anos.

O perfil

Nasceu em Lomas de Zamora, na Argentina, no dia 05/04/2000. Tem dupla nacionalidade argentina e italiana, daí o forte interesse de clubes da Serie A. No entanto,sagrou-se campeão dos Jogos Pan-americanos, em 2019, ao serviço da seleção argentina de sub-23, e foi uma das figuras principais da equipa que conquistou o Pré-Olímpico sul-americano. Ingressou nos escalões de base do Banfield em 2008, estreando-se pela equipa principal em novembro de 2018. Ainda que jogue ocasionalmente a médio ofensivo, adapta-se melhor à posição extremo-esquerdo, pois tem características que favorecem o jogo exterior.

Urzi tem apenas 19 anos

Os maiores atributos de Urzi são a velocidade (com e sem bola), o baixo centro de gravidade (mede 1,68m), a capacidade de drible e as mudanças repentinas de direção, causando desequilíbrios. Outro dos traços de Urzi é o elevado contributo defensivo. A velocidade e a eletrizante disponibilidade física que traz ao jogo fá-lo pressionar frequentemente o adversário com uma agressividade comum a muitos jogadores argentinos.

Por outro lado, o argentino procura a profundidade em demasia. Comparando-o com outros extremos-esquerdos que passaram pelo Benfica, como Gaitán, Urzi quer levar a equipa para a frente o mais rápido possível e raramente procura desacelarar e encontrar jogo interior. É frequente vê-lo cruzar antecipadamente ou até a rematar de longa distância – até foi assim que marcou o melhor golo da sua curta carreira, contra o Atl. Tucuman. Nota-se também uma assimetria técnica entre o pé esquerdo e o direito, que tende a melhorar com o tempo. Em suma, o pefil de Urzi aproxima-se ao de Franco Cervi.

As estatísticas

2019/20 tem sido a época de afirmação de Urzi, participando como titular em 18 dos 25 jogos da Superliga argentina. A carreira do Banfield na liga não tem sido a melhor – 17º classificado de 24 equipas – o que se reflete nos números individuais de Agustín. O extremo ainda não marcou esta época e só fez uma assistência.

Se virmos outros números a fundo, não são igualmente excecionais. Tem uma média de remates por jogo baixa (1,69), uma taxa de sucesso no passe de 65%, e 1,9 dribles por jogo. Contra si, tem ainda uma média muito elevada de maus domínios de bola – 4,4 por jogo – ocupando o segundo lugar nesta estatística em toda a liga, o que pode ser problemático na Europa. O contributo defensivo de Urzi é visível na média de desarmes por jogo (2.2) e nos seis amarelos admoestados.

A cláusula de rescisão de Urzi ronda os 18 milhões de euros. Um valor apetecível para alguns dos tubarões que Urzi referiu – Roma, Inter de Milão ou Atlético Madrid – pelo que será uma contratação difícil para o Benfica. Por outro lado, os responsáveis encarnados têm que decidir este investimento vale a pena quando têm Cervi nas suas fileiras.

David Silva

Contar a minha história é falar de futebol. Primeiro, a paixão. Depois, a prática. Em seguida, uma deslocação de 71km entre a Lourinhã e a NOVA/FCSH, onde concluí o curso de Ciências da Comunicação, em 2019. Pelo meio, nove meses de estágio memoráveis no Canal 11, na Cidade do Futebol. E por fim, a paixão. Sempre.