Olympiakos em risco de ser despromovido devido a corrupção

O Olympiakos, treinado por Pedro Martins e que conta jogadores portugueses como José Sá e Rúben Semedo, estará muito perto de vir a ser despromovido da primeira divisão grega devido a um caso de corrupção que remonta a 2015.

Segundo avançou esta sexta-feira a imprensa grega, apenas faltará mesmo a oficialização da decisão para que a formação grega seja despromovida, bem como o seu presidente, Evangelos Marinakis – que também é presidente do Nottingham Forrest -, seja suspenso para o resto da vida.

Além desta suspensão, o clube estaria ainda obrigado ao pagamento de uma multa na ordem dos três milhões de euros. Em causa está um caso de manipulação de resultados, que remonta a 2015.

De acordo com o o diário desportivo helénico SDNA, um elemento do Código de Conduta concluiu que existem suspeitas razoáveis de manipulação em três jogos do Olympiacos já depois de a Federação grega ter arquivado o processo, o que poderá levar à sua reabertura e, consequente, penalização da equipa treinada por Pedro Martins.

De resto, nenhum dos portugueses que hoje pertencem ao plantel do Olympiakos, nomeadamente, José Sá, Rúben Semedo, Cafú e a equipa técnica, estavam na equipa à data dos acontecimentos da qual o clube é acusado.

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.