Históricos: Raúl, o goleador que conquistou o Bernabéu

Para muitos adeptos ao redor do mundo existe a concepção de que o principal objetivo na carreira de um jogador profissional é ter a oportunidade de representar o maior clube do mundo, mais concretamente, o todo poderoso Real Madrid.

No entanto, muitos foram aqueles que chegaram à capital espanhola com potencial para serem a próxima grande referência do clube, apenas para ficar abaixo das expectativas criadas, não só pelos dirigentes, mas sobretudo pelos conhecidos por serem das massas adeptas mais exigentes da Europa.

Um jogador que conseguiu superar a pressão de jogar pelos “merengues” e tornar-se um ídolo para os adeptos é Raúl González Blanco, um dos melhores jogadores espanhóis de todos os tempos.

Nascido a 27 de junho de 1977, na capital espanhola, Raúl  ingressou na academia de formação do Real Madrid aos 15 anos, após passagens pelas camadas jovens do San Cristóbal e do Atlético de Madrid. Após ter marcado 16 golos em apenas sete jogos pela equipa B, o avançado estreou-se pela equipa principal na época 1994-95, tornando-se no jogador mais jovem da história até então a jogar pelos “los blancos” (17 anos e quatro meses).

Durante as oito temporadas seguintes, Raúl tornou-se um dos maiores artilheiros da Europa, conquistando o troféu da La Liga em  1996-97 (21 golos marcados); 2000-01 (24 golos) e 2002-03 (16 golos), para além dos troféus da Liga dos Campeões nas épocas 1997-98; 1999-00 e 2001-02. As suas parcerias com Fernando Morientes e Ronaldo, campeão do mundo pelo Brasil, são até hoje das que mais sucesso alcançaram, sendo lembradas pelos adeptos pelas suas incríveis qualidades atacantes.

Em 2003, o atacante espanhol passou a exercer a função de capitão da equipa, papel esse que desempenhou até 2010. Embora nunca tenha conquistado a Taça do Rei ao serviço dos “merengues”, Raúl permaneceu um dos favoritos dos amantes do desporto-rei,  somando no total 741 aparições e 323 golos pelos “Galáticos”, um recorde de golos que só viria a ser superado por Cristiano Ronaldo.

Após 16 anos na capital espanhola, Raúl transferiu-se para o Schalke 04 em 2010, clube pelo qual realizou 98 jogos e marcou 40 golos, conquistando uma Taça da Alemanha e uma Supertaça da Alemanha.  Em 2015, depois de passagens pelo Al-Sadd e pelo New York Cosmos, o atacante encerrou a sua carreira profissional.

É o segundo melhor marcador da história do Real Madrid, o terceiro melhor marcador de sempre da Liga dos Campeões e o segundo melhor goleador da selecção espanhola, contando com 102 internacionalizações pela mesma. Eis Raúl González, um autêntico “Histórico”.

Prêmios individuais

  • Melhor jogador da La Liga: 1996–97, 1998-99 1999-00, 2000–01,2001-02
  • Melhor atacante da Liga dos Campeões da UEFA: 1999–00
  • Melhor atacante daUEFA: 2000, 2001, 2002

Fonte da Imagem: UEFA.com