Weigl e Zivkovic reagem ao apedrejamento: “Tivemos muita sorte”

Após o apedrejamento ao autocarro do Benfica, na noite de quinta-feira, Julian Weigl ficou em estado de choque. O alemão já tinha sofrido uma situação semelhante ao serviço do Borussia Dortmund. Weigl reagiu ao ataque através do Instagram, afirmando que “houve uma linha que foi ultrapassada”:

“Ei malta, só quero que saibam que estou bem. Tivemos muita sorte! Todos cometemos erros, mas houve uma linha que foi ultrapassada! Atirar pedras a um autocarro sem nos importarmos com quem lá vai se aleija? sei que não são assim os verdadeiros fãs do Benfica! Nas últimas semanas e em especial nos últimos dias deveriam mostrar que a união é sempre a melhor solução em vez de literalmente atirar pedras uns aos outros. Obrigada pelas mensagens agradeço a todos”.

Também Zivkovic, o único ferido causado pelo ataque, se manifestou nas redes sociais. O sérvio garante ter vontade de continuar a lutar pelo Benfica.

“Gostaria de informar que estamos bem. Infelizmente, não podemos justificar esse comportamento… No entanto, garantimos que continuaremos a lutando pelo Benfica e continuaremos a dar tudo! Muito obrigado por todas a mesnsagens de desejo de recuperação e pelo grande apoio!”, escreveu Zivkovic.

David Silva

Contar a minha história é falar de futebol. Primeiro, a paixão. Depois, a prática. Em seguida, uma deslocação de 71km entre a Lourinhã e a NOVA/FCSH, onde concluí o curso de Ciências da Comunicação, em 2019. Pelo meio, nove meses de estágio memoráveis no Canal 11, na Cidade do Futebol. E por fim, a paixão. Sempre.