Kouassi, o futuro da defesa francesa que o PSG pode deixar escapar

Mais uma pérola da formação do PSG que, seguindo a tradição dos últimos anos, deverá sair do clube muito jovem. 

Esta semana, a Jovem Promessa em análise é Tanguy Kouassi, um defesa central capaz de jogar a trinco, internacional sub-18 francês, destro e nascido em 2002. Apesar da idade, o francês entrou na equipa principal do PSG esta temporada, jogando até na Liga dos Campeões pelo emblema parisiense.

Imagem

Já com a Ligue 1 encerrada e o título conquistado, os tricampeões apenas ficam com a Liga dos Campeões por disputar esta temporada e certamente Kouassi terá dificuldades em entrar na equipa titular com a concorrência de centrais como Thiago Silva e Marquinhos.

É a olhar para o futuro que o PSG pode estar a cometer um erro crasso em deixar sair este jovem talento. De acordo com o Bild, o central deverá estar a caminho do Bayern Munique, um clube com um registo prolífico em contratar jovens talentos, enquanto que o PSG recentemente anunciou que Thiago Silva irá abandonar o clube na próxima temporada. Kouassi deveria de ser um dos nomes na discussão para substituir o capitão brasileiro.

A sua envergadura é um dos seus maiores benefícios. Esguio mas portentoso, Kouassi destaca-se em campo com o seu 1,87m de altura, possuindo um faro notável para o golo. Esta época marcou dois golos num jogo pelo PSG. O central tem atitude na saída à pressão e boa capacidade de recuperação de bola, porém o que o destaca mais é, sem dúvida, o seu jogo de pés.

Cada vez mais as equipas modernas buscam centrais capazes de contribuir para a construção de jogo, facilitando o processo desde as áreas mais recuadas e Kouassi é um virtuoso neste departamento. Bom controlo de bola, capacidade de se virar e rapidez nos reflexos refletem um atleta sempre composto e com boa noção espacial, que ao mesmo tempo tem uma ótima visão de passe e um “apetite” para os passes verticais à distância.

Esta temporada conta com 13 jogos na equipa principal do PSG e três golos marcados, dando ótimos sinais a Thomas Tuchel que confiou no jovem múltiplas vezes ao dar-lhe mais de 900 minutos e a titularidade numa partida da Liga dos Campeões (curiosamente a médio defensivo).

A confirmar-se a notícia das suas transferências, Kouassi irá juntar-se aos seus compatriotas Hernández, Tolisso e Coman ao serviço dos “bávaros”, deixando para trás um PSG que quase certamente irá lamentar deixar sair (mais) uma jovem pérola.

José Horta

Não nasci a gostar de futebol, mas quando comecei nunca mais quis outra coisa. Algarvio de nascença mas adepto do futebol para além daquele que se joga na praia. Sempre atento aos contornos e novidades do "Desporto Rei", "Beautifull Game" ou lhe quiserem chamar. Aluno universitário de Ciências da Comunicação na FCSH.