RB Leipzig perguntou por Plata e Sporting já definiu o seu preço

O jovem extremo equatoriano do Sporting Gonzalo Plata continua a encantar o continente europeu e desta feita terão sido os alemães do RB Leipzig a perguntar junto dos dirigentes leoninos o que seria necessário para o contratarem.

Segundo avança esta segunda-feira o diário desportivo Record, o clube alemão terá pedido este domingo aos leões informações sobre as condições necessárias para um possível negócio. Foi nesse sentido que a direção liderada por Frederico Varandas terá sido peremtória quanto ao seu valor: no mínimo 45 milhões de euros.

A mesma publicação avança que o ideal para os leões seria negociar apenas pelo valor da cláusula de rescisão do jogar (fixada nos 60 milhões de euros), mas que face às debilidades financeiras terem sido agravadas devido à pandemia, a turma verde e branca estará disposta a baixar ligeiramente as suas exigências.

Plata chegou a Alvalade na temporada passada, tendo contratado até 2024 e sendo que o Sporting apenas detém metade do seu passe. A outra metade pertence ainda ao clube onde este foi formado, ao Independiente do Valle, do Equador.

Por várias vezes o Sporting já terá tentado negociar a compra da restante percentagem do seu passe, mas o Independiente, ciente do aumento da cotação de mercado do extremo, tem-se mostrado cada vez mais intransigente quanto à venda dos seus 50%.

Depois de em 2018/19 o extremo ter realizado apenas quatro jogos pela equipa sub-23 leonina, tem sido opção frequente na equipa principal esta época, totalizando já 17 jogos entre todas as competições, bem como dois golos. As suas exibições têm despertado o interesse de equipas inglesas como o Watford e o Leicester e agora do RB Leipzig.

 

Fonte da Imagem: Twitter Gonzalo Plata

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.