FC Porto vence “dérbi de São João” e isola-se na liderança da Liga

Em jogo da 28° jornada da I Liga, o FC Porto recebeu e venceu o Boavista por 4-0 e isolou-se na liderança da prova, com mais três pontos que o segundo classificado, Benfica. Os golos dos “dragões” foram todos apontados na segunda parte do encontro.

Devido ao atraso das competições causado pelo Covid-19, calhou que o maior dérbi da cidade Invicta fosse disputado em plena noite de São João. O Boavista encontrava-se numa boa fase, tendo vencido as duas partidas anteriores, frente ao SC Braga e ao Vitória FC. Já o FC Porto, – que vinha de um empate na Vila das Aves frente ao “lanterna vermelha” do campeonato -, tinha a motivação extra de poder “ganhar terreno” ao rival Benfica, que minutos antes tinha perdido em casa com o Santa Clara.

Sérgio Conceição promoveu três alterações no onze portista em relação à última jornada, entrando Alex Telles, Soares e Marega e saindo Diogo Leite, Mateus Uribe e Zé Luís. Nos “axadrezados”, Idris, Yusupa e Paulinho regressaram à equipa inicial, para os lugares de Cassiano, Ackah e Fernando Cardozo.

Na primeira parte viu-se um FC Porto dominador, com mais posse de bola, mas com muitas dificuldades para ultrapassar o bloco defensivo dos “panteras negras”, que tinham frequentemente os 11 jogadores atrás da linha da bola. Os “azuis e brancos” apenas conseguiram criar perigo ao minuto 16, quando Tomás Esteves realizou uma boa jogada no lado direito do ataque e cruzou para Marega que rematou para uma boa defesa de Helton Leite.

Ao intervalo, com 0-0 no marcador, o técnico portista fez entrar Wilson Manafá e Uribe para os lugares de Tomás Esteves e Luis Díaz.

No segundo tempo, a equipa da casa entrou melhor e aos 52 minutos, numa boa jogada ofensiva da formação portista, Jesus Corona serviu Marega que colocou a bola fora do alcance de Helton Leite, inaugurando o marcador. Na “maior noite do ano” para a Invicta, o golo foi festejado com fogo de artifício nos arredores do estádio.

A perder, a equipa boavisteira subiu no terreno, mas sem sucesso, dando espaço aos “dragões” para criarem mais ocasiões de perigo. Aos 58′, Dulanto derrubou Marega na área e Artur Soares Dias assinalou grande penalidade. Chamado à conversão, o brasileiro Alex Telles aumentou a vantagem portista.

Dez minutos depois, Dulanto desviou com a mão um cruzamento de Marega dentro da área “axadrezada”, levando o juiz da partida a assinalar novamente o castigo máximo. Desta feita foi Sérgio Oliveira que assumiu a responsabilidade da conversão, fixando o resultado em 3-0. Já perto dos 90′, após uma recuperação de bola de Uribe no meio-campo, Fábio Vieira isolou Marega que fez o 4-0 final.

O FC Porto segue no topo da tabela classificativa, com 67 pontos, mais três do que o SL Benfica, quando faltam seis jornadas para o fim do campeonato. O Boavista ocupa o nono lugar, com 35 pontos.

 

Fonte da Imagem: Twitter Liga Portugal

Rui Simão da Costa

Um jovem de 24 anos, natural de Coimbra, reunindo através do jornalismo desportivo, o gosto pela escrita e pelo futebol.