Sporting de Braga vence dérbi minhoto e volta a acender a chama do terceiro lugar

O Sporting de Braga recebeu e venceu esta quinta-feira à noite o Vitória SC por 3-2, em jogo a contar para a 28ª jornada do campeonato, relançando assim a luta pelo 3º lugar.

Num jogo habitualmente cheio de paixão de parte a parte, que teve a peculiaridade de ter agora as bancadas vazias face à pandemia de covid-19, ambas as equipas estavam bastante pressionadas para sair do jogo com os três pontos.

Do lado bracarense, a equipa comandada por Custódio vinha de um empate duas derrotas desde que o campeonato havia sido retomado, o que possibilitou ao Sporting ultrapassá-los na tabela classificativa e o Rio Ave e o Famalicão aproximarem-se. Já os vitorianos vinham de três empates consecutivos desde a retoma, o que colocava em perigo as suas aspirações europeias.

O jogo começou de feição para os da casa, que logo ao minuto um abriram o marcador por intermédio de Paulinho. O avançado português aproveitou uma grande arrancada de Galeno pela ala esquerda para, de pé esquerdo, fazer o 1-0 no estádio Municipal de Braga.

No entanto, a resposta do Vitória de Guimarães não tardou muito e logo à passagem do primeiro quarto de hora a igualdade foi reposta. André André sofreu falta dentro da grande área adversária e foi o próprio capitão vitoriano a bater a grande penalidade. Matheus ainda acertou no lado, mas a bola acabou mesmo por entrar.

O encontro estava muito renhido e antes do final da primeira parte ainda teríamos direito a mais dois golos, um para cada lado. O primeiro foi do Vitória SC ao minuto 35. Ola John trabalhou bem o esférico na ala esquerda, cruzou para o coração da área e lá surgiu Bruno Duarte para, de cabeça, colocar os visitantes em vantagem.

O Braga não baixou os braços e apenas sete minutos depois empatou por intermédio de Francisco Trincão, naquele que foi, sem dúvida, o golo da noite. O futuro jogador do Barcelona, que até estava a passar despercebido até então, recebeu a bola junto à quina da grande área adversária e de pé esquerdo desferiu um remate colocado que deixou Douglas completamente pregado ao chão.

A segunda parte trouxe muito maior equilíbrio entre as duas formações minhotas, mas mesmo assim houve direito a golos, ou a golo neste caso.

À passagem do minuto 65, Galeno aproveitou uma perda de bola infantil do meio-campo vitoriano e cavalgou largos metros em direção à baliza de Douglas, até que, já à entrada da área, rematou colocado para ofundo da baliza, fazendo aquele que viria a ser o 3-2 final.

Antes do apito final, o Vitória de Guimarães ainda celebraria o empate ao minuto 83, mas o lance haveria por ser revisto e, consequentemente anulado.

Com esta vitória no mítico dérbi minhoto o Sporting de Braga regressou assim, à condição, ao terceiro lugar da tabela classificativa, ficando à espera para ver o que o Sporting fará esta sexta-feira frente ao Belenenses SAD.

 

Fonte da Imagem: Twitter Sporting de Braga

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.