Sporting vence dérbi lisboeta e recupera o terceiro lugar

Em jogo da 28° jornada da Primeira Liga, o Sporting foi à Cidade do Futebol, em Oeiras, vencer o Belenenses SAD por 3-1, recuperando assim o terceiro lugar na prova. Todos os golos foram apontados no primeiro tempo.

A equipa “leonina” chegava a esta partida moralizada, pois tinha vencido os dois encontros anteriores, frente ao Tondela e ao Paços de Ferreira, e ultrapassado o SC Braga na classificação. O Belenenses SAD vinha de uma derrota forasteira frente ao Paços de Ferreira e precisava de somar pontos para se distanciar da zona de descida.

Rúben Amorim promoveu duas alterações na equipa inicial dos “leões”, entrando Borja e Ristovski para os lugares de Mathieu (que se lesionou gravemente esta semana e colocou um ponto final na carreira), e Rafael Camacho. No onze dos “azuis”, Petit apenas trocou Gonçalo Silva por Nilton Varela, em relação à última jornada.

O dérbi lisboeta começou pelas 19h15, e não foi preciso esperar muito para Jovane Cabral isolar Sporar, que hesitou no momento do remate e permitiu um grande corte a Show. O jogo estava vivo, as duas equipas praticavam um futebol positivo e pressionante. Assim, aos nove minutos, Show intercetou um passe de Eduardo Quaresma perto da área “leonina” e serviu Licá, que inaugurou o marcador.

Aos 21′, na sequência de um pontapé de canto batido por Wendel, Coates aproveitou uma saída em falso do guardião dos “azuis” e cabeceou para o fundo da baliza da turma da casa, restabelecendo o empate. Nos festejos, o central uruguaio lembrou o ex-companheiro de equipa, Mathieu.

Aos 36′, Ristovski fez um cruzamento tenso do lado direito, ao qual Jovane respondeu com um remate acrobático, consumando a reviravolta no marcador. Um belo golo do jovem cabo-verdiano!

Dez minutos depois, Ruben Lima derrubou Sporar na área, levando Hélder Malheiro a assinalar o castigo máximo. Chamado à conversão, Jovane permitiu a defesa a Koffi, mas o árbitro mandou repetir a grande penalidade pois o guarda-redes estava uns passos à frente da linha de baliza no momento do remate. À segunda, o extremo de 22 anos não perdoou e fixou o resultado em 1-3. Minutos depois, o atleta que “bisou” na partida saiu com queixas no gémeo da perna direita, dando lugar a Francisco Geraldes.

No segundo tempo, a equipa visitante voltou a entrar melhor e aos 52′ Ristovski cruzou atrasado para Geraldes que rematou para uma boa defesa de Koffi. Pouco tempo depois surgiu a resposta da formação da casa, através de um pontapé de canto. Ruben Lima cruzou e Cassierra rematou de cabeça ligeiramente ao lado da baliza de Maximiano.

Aos 63′, na sequência de um canto, Coates saltou mais alto que toda a defesa “azul” e cabeceou para uma enorme defesa de Koffi.

A 15 minutos dos 90′, Marco Matias escapou à defesa “verde e branca”, caiu na área e pediu grande penalidade, mas o juiz da partida assinalou fora de jogo, confirmando a decisão com o videoárbitro.

Até ao final do encontro, os “leões” tiveram mais posse de bola e conseguiram gerir a vantagem, alcançando assim a terceira vitória consecutiva e o primeiro triunfo forasteiro com Rúben Amorim no comando da equipa.

O Sporting soma agora 52 pontos e volta a subir ao pódio, ultrapassando o Braga, que ocupava a terceira posição “à condição” depois de ontem ter vencido o Vitória SC. O Belenenses SAD está no 14° lugar, com 30 pontos, mais seis do que o Portimonense, que é o primeiro emblema da zona de despromoção.

 

Fonte da imagem: Facebook Liga Portugal

Rui Simão da Costa

Um jovem de 24 anos, natural de Coimbra, reunindo através do jornalismo desportivo, o gosto pela escrita e pelo futebol.