Bruno Lage deixa mensagem de despedida aos adeptos do Benfica

O antigo treinador do Benfica Bruno Lage deixou esta terça-feira uma mensagem de despedida dos adeptos das águias, onde deixou uma nota de agradecimento e a expetativa de que voltem rapidamente a apoiar a equipa nos estádios, por forma a empurrá-la para novas conquistas.

Depois de me despedir do presidente, do diretor desportivo, do diretor-geral e de todos os jogadores, bem como de todos os que trabalham diariamente no Seixal, quero, agora, despedir-me de todos vocês, os adeptos, que são a essência deste clube único no mundo“, escreveu Bruno Lage, numa mensagem à qual a agência Lusa teve acesso.

Nessa mesma mensagem, Lage afirmou aquilo que acha ser mais difícil no meio de todo este processo do seu afastamento: “O mais difícil é afastarmo-nos de algo em que acreditamos. E esse momento chegou. Muito obrigado. Que a onda vermelha volte rapidamente a apoiar a equipa nos estádios e a empurrá-la para novas conquistas. Agora, o mais importante é que o Benfica volte rapidamente às vitórias, como a de ontem… como a de amanhã“.

No final desta despedida para os adeptos encarnados, Bruno Lage rematou com o lema do Benfica, “Pluribus unum [de todos, um]“.

Bruno Lage chegou à equipa principal do Benfica a 3 de janeiro de 2019, para substituir Rui Vitória no comando técnico das águias. No total, somou 51 vitórias, 12 empates e 13 derrotas (181-76 em golos), em 76 jogos, conquistando um título de campeão nacional e uma Supertaça Cândido Oliveira.

Esta temporada, especialmente desde o início do ano de 2020, a equipa acabou por ter resultados menos positivos e o técnico acabou mesmo por colocar o seu lugar à disposição, após a derrota por 2-0 no terreno do Marítimo, que deixou os ‘encarnados’ a seis pontos do líder FC Porto. Na semana passada foi oficializada a sua rescisão.

 

Fonte da Imagem: Twitter SL Benfica

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.