Quem te viu e quem te vê: Diego Capel

Um velho conhecido em Alvalade e “prata da casa” na Andaluzia. Tirando um ano em Barcelona, foi pelo Sevilha que fez toda a formação e no qual passou a maioria da sua carreira. No entanto, depois de quatro anos no Sporting…nunca mais foi o mesmo. Por onde anda Diego Capel, nos dias de hoje?

Diego Capel (Facebook)

Após se formar no Sevilha, os seus primeiros três anos como sénior foram vividos em alternância entre a equipa B e o plantel principal dos palanganas. Em 2007/08 conseguiu finalmente segurar um lugar na equipa A.

Em 2009/10 conquista a Taça do Rei, naquele que foi o primeiro grande troféu em que esteve, de facto, envolvido, já que em 2005/06 e 2006/07, anos em que os espanhóis venceriam a Taça UEFA, apenas jogaria em seis partidas, no total.

Em 2011, numa altura em que era alvo de inúmeros elogios pela imprensa espanhola e internacional, o espanhol muda-se para Lisboa para representar o Sporting, a troco de 3.5 milhões de euros. Os quatro anos seguintes, ao serviço dos leões, viriam a ser, provavelmente, os melhores da sua carreira, sobretudo os primeiros.

Logo na época de estreia, consegue atingir os seus melhores números, até hoje:  sete golos em  49 partidas jogadas. Foi, de resto, o mesmo ano em que o Sporting conseguiu atingir as meias finais da Liga Europa, após uma campanha impressionante em que eliminou, entre outros, o Manchester City.

@diegocapel.11 (Instagram)

Apesar de não ser um goleador, Capel era um extremo conhecido pela sua velocidade e poder de arranque. O seu domínio de bola era também algo de fazer inveja a muitos outros na sua posição, podendo ainda ser adaptado tanto ao lado esquerdo como ao lado direito do ataque.

O progresso do jogador em Lisboa, no entanto, demonstrou-se decrescente, à medida que o tempo foi passando. Quatro anos depois de chegar a Alvalade, Capel acaba por perder por completo o lugar no plantel, mudando-se para Itália, onde passaria a jogar pelo Génova.

Desde então, nunca ficou mais de um ano ao serviço da mesma equipa. Depois do Génova, mudou-se para o Anderlecht, onde venceria o campeonato belga, numa época em que apontaria ainda dois golos.

Diego Capel (Facebook)

O que é facto é que, desde 2013, a carreira de Capel tem sido, de certa forma, para esquecer. Em 2018/19, numa altura em que a idade começava a ser um fator cada vez mais relevante (completou 30 anos nessa temporada), regressaria a Espanha, desta vez para representar o Extremadura UD, na 2ª Divisão, participando em 15 partidas, três delas a titular, apenas.

Mas então o que é feito de Diego Capel, hoje em dia? Após terminar a temporada, o jogador trocou Badajoz…pela ilha de Malta, passando a jogar ao serviço do Birkirkara FC, tendo atuado em apenas uma partida até ao fecho das competições, devido à pandemia.

Agora com 32 anos, e após ter terminado o contrato de um ano que o ligava aos malteses, Diego Capel encontra-se, pela segunda vez, sem clube. Um desfecho triste na história de um futebolista que, em tempos, chegou a ser comparado a Ronaldo ou mesmo a Messi. É mesmo caso para dizer, Capel, “quem te viu e quem te vê”…

 

Imagem destaque: Diego Capel (Facebook)

Duarte Rosa

"Alfacinha" de gema, sportinguista de coração. Desde o clube à seleção nacional, o amor pela bola está presente desde cedo. A licenciar-se em Ciências da Comunicação, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, esta paixão pela escrita e pelo futebol forma uma dupla interessante, que espera vir a agradar aos seus leitores.