Yazalde partiu há 23 anos com um legado que impõe respeito

Héctor Yazalde partiu há 23 anos. O mítico “Chirola” é um dos maiores nomes da história leonina, tendo falecido a 18 de julho de 1997.

Em 1973/1974 marcou 50 golos, dos quais 46 foram no campeonato, um recorde que nem mesmo o goleador Jardel conseguiu bater.

Nasceu em 1946 em Buenos Aires e faleceu 51 anos depois, na cidade que o vira nascer. O argentino foi vítima de uma cirrose hepática e paragem cardíaca.

A maior parte dos “craques” leoninos só o conhecem pela dimensão que este tem na história do clube, mas  os números do argentino são alvo de respeito quer pela massa adepta do Sporting, como por todo o Universo desportivo.

O avançado esteve no Sporting quatro épocas desportivas (1971 a 1975), onde partilhou a glória com Victor Damas, Victorino Bastos, Manaca, Hilário e Chico Faria. Foi o primeiro jogador leonino a arrecadar uma “Bota de Ouro”, tendo ainda conquistado, duas Taças de Portugal ( 72/73 e 73/74), e o título de campeão pelo emblema de Alvalade no ano de 1973/74.

 

 

Fonte da imagem: Página oficial do Sporting Clube de Portugal no Facebook.

Guilherme Freire Coelho

Alfacinha apaixonado pela vida e por futebol. Defendo-o como desporto, respeito-o pela vertente social e admiro-o como espectáculo. A bola, é mero instrumento para os "artistas" brilharem. Não escrevo sobre bola mas sim, sobre Futebol, sempre de forma transparente, com fair-play e....sem respeito pelo acordo ortográfico.....