Adrien Silva: “Não faço parte das escolhas de Rúben Amorim”

Médio internacional português de 31 anos não voltará, para já, ao Sporting CP. 

Em entrevista concedida ao jornal A Bola, Adrien Silva abordou, entre outros temas, a vida de emigrante, o início da sua carreira, a sua vida familiar, as suas passagens pelo Sporting, Leicester – clube ao qual ainda está vinculado – e Mónaco e as diferenças entre trabalhar com Jorge Jesus, Marco Silva e Leonardo Jardim.

Quando questionado sobre um eventual regresso a Alvalade, o português negou esta hipótese: “Com todas as notícias que saiam pedi a uma pessoa para se informar se tinham fundamento ou não e a verdade é que não tinham fundamento algum. O meu nome não estava na lista dos reforços desejados. (…) Disseram-lhe que o meu nome não estava em cima da mesa. (…) Não faço parte das escolhas de Rúben Amorim e tenho de encarar essa decisão com toda a naturalidade.”

O antigo capitão dos leões confirmou que esteve na iminência de se juntar ao Flamengo, porém, com a saída de Jorge Jesus, esta transferência caiu por terra: “É verdade e encarei essa possibilidade com bons olhos, pois Jorge Jesus é um treinador com quem adorei trabalhar. (…) Eu estava recetivo a ir para o Flamengo, pois era uma boa oportunidade num grande clube que lutava por títulos e com um treinador super competitivo. É disso que sinto falta. Nos últimos anos o que sinto mais falta é lutar por títulos.”

O médio também não descartou jogar pelo FC Porto ou SL Benfica, dizendo: “As pessoas esquecem-se de que somos profissionais, temos família e o que quero é um desafio cativante para lutar por títulos. Veremos o que é que o futuro me reserva. Quero lutar por títulos e os grandes são os mais prováveis para o conseguir. Estou mais do que preparado mentalmente. Estou ainda melhor do que estava antes e estou preparado para esses desafios.”

Relativamente às águias em particular, referiu ainda que se sabe “que com o Jorge Jesus é para lutar por títulos e vejo isso sempre com bons olhos.”

Adrien Silva expressou o desejo de voltar a representar a Seleção Nacional e de ser incluído nos convocados para o Euro do próximo ano e deixou ainda uma previsão para a sua vida pós-reforma: “Acho que vou ser treinador no futuro.” 

 

Fonte da Imagem: Twitter Adrien Silva 

Simão Vitorino

Nasci e cresci em Vila Franca de Xira e estou atualmente a tirar uma licenciatura em Ciências da Comunicação na faculdade NOVA FCSH com o objetivo de me tornar jornalista desportivo no futuro, profissão que une duas grandes paixões minhas - o futebol e a escrita.