Timbers vencem Orlando City de Nani e João Moutinho e sagram-se campeões da MLS

Os Portland Timbers venceram, esta madrugada de quarta-feira os Orlando City, de Nani e João Moutinho, por 2-1 e sagraram-se assim campeões nacionais da liga norte-americana de futebol (MLS).

Os novos campeões da MLS foram mesmo quem entrou melhor na partida com Larrys Mabiala a inaugurar o marcador logo aos 27 minutos. Contudo, a vantagem durou pouco tempo e 12 minutos depois foi a vez do médio uruguaio do Orlando City Mauricio Pereyra repor a igualdade.

Na segunda parte, o domínio da equipa de Nani e João Moutinho, ambos jogaram a partida inteira, foi evidente, mas foram mesmo os Timbers quem voltou à vantagem, por intermédio de Dario Zuparic, ao minuto 66.

No final da partida, e apesar da derrota, Nani foi bastante assertivo relativamente a quem achava que merecia levar o título de campeão da MLS para casa, considerando que a sua equipa foi a melhor em casa: “Infelizmente, não conseguimos vencer este jogo. Mas todos viram o que fizemos, a qualidade do nosso futebol, e todos viram qual foi a melhor equipa em campo“.

Neste momento, somos uma equipa melhor. Melhorámos como grupo e como clube, não somos os mesmos que eramos no início da competição. Todos viram os nossos jogos, viram esta final, viram a forma como temos vindo a jogar e a forma como os nossos adversários encaram os nossos jogos“, apontou.

Sabemos que temos de melhorar um pouco mais, mas estou feliz por fazer parte desta equipa. Espero que os adeptos também estejam orgulhosos. A partir de agora, qualquer equipa da MLS que jogue contra nós sabe que vai defrontar um grupo forte e irá respeitar-nos em campo“, acrescentou.

A fase final da MLS disputou-se na Disney World, em Orlando, na Florida, face à pandemia de covid-19 que tem assolado o mundo, seguindo o modelo utilizado também, por exemplo, na NBA.

 

Fonte da Imagem: Twitter oficial Major League Soccer

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.