Surpresa em Alvalade: Lyon vence City e está nas meias-finais

O sonho do Manchester City, de João Cancelo e Bernardo Silva, ficou-se pelos quartos de final. O Lyon, que apurou-se no mesmo grupo do Benfica, venceu categoricamente o Manchester City por 3-1, no Estádio de Alvalade.

Guardiola surpreendeu com uma postura mais defensiva da equipa, utilizando três defesas centrais (Fernandinho, Eric Garcia e Laporte). Curiosamente, também o Lyon usou um 3-5-2. Cancelo jogou a titular, pela esquerda, e Anthony Lopes defendeu a baliza gaulesa. Bernardo Silva foi suplente.

Aos 23 minutos, uma bola longa caiu nas costas da defesa do City, isolando Ekambi. Na sequência de um corte, a bola sobrou para Maxwell Cornet que surpreendeu Ederson, mal posicionado. Foi de primeira que o francês inaugurou o marcador, com muito sentido de oportunidade.

Anthony Lopes só teve trabalho aos 42 minutos, quando Rodri respondeu a um grande cruzamento de Sterling, mas o remate do espanhol saiu “à figura”.

A desvantagem ao intervalo obrigou Guardiola a procurar o golo. Lançou Mahrez no lugar do capitão Fernandinho, abdicando assim da defesa a três. A braçadeira de capitão ficou entregue a Kevin de Bruyne e o belga assumiu esse papel ao 69′ minutos, empatando a partida. Sterling deu-lhe o golo de bandeja e KDB marcou.

A segunda machadada nas aspirações dos citizens ocorreu aos 80′, com a profundidade da defesa de Guardiola a ser explorada de novo. Moussa Dembele ficou na cara de Ederson e bateu-o com sucesso. O City não conseguiu reagir e acabou por sofrer mais um, enquanto pensava em formas de empatar de novo a partida. Moussa Dembele ganhou uma série de ressaltos, entregou a Oaour, que rematou, e uma defesa incompleta de Ederson permitiu o bis a Dembéle. O 3-1 que ficou fixado no marcador até ao final.

Em dois dias, duas surpresas na Liga dos Campeões. O Lyon passa às meias-finais, enfrentando o Bayern, um dia depois da eliminação histórica do Barcelona aos pés do Bayern, por 8-2. Na outra meia-final, Leipzig e PSG disputam um lugar na final do Estádio da Luz.

Foto oficial: twitter Champions League

David Silva

Contar a minha história é falar de futebol. Primeiro, a paixão. Depois, a prática. Em seguida, uma deslocação de 71km entre a Lourinhã e a NOVA/FCSH, onde concluí o curso de Ciências da Comunicação, em 2019. Pelo meio, nove meses de estágio memoráveis no Canal 11, na Cidade do Futebol. E por fim, a paixão. Sempre.