Apuramentos históricos para as meias finais da Liga dos Campeões

No passado sábado, 15 de Agosto, o Olympique Lyonnais eliminou o Manchester City, qualificando-se para as meias-finais da Liga dos Campeões, finalizando o lote de equipas apuradas para esta fase da competição.

RB Leipzig, Paris Saint-Germain, Bayern Munique e Olympique Lyonnais são as quatro equipas ainda na prova e o dado histórico desta edição 2019/2020 vem pela nacionalidade destas equipas. Duas são francesas e duas são germânicas, verificando-se a ausência de equipas dos outros três campeonatos do célebre “top 5” europeu, italiano, espanhol e inglês.

Este acontecimento é inédito desde a reformulação da prova europeia para Liga dos Campeões em 1992, sendo concretamente um registo histórico da Liga dos Campeões. Se remontarmos ao formato anterior da prova, o mesmo já tinha acontecido em 1991, com os semi-finalistas: Bayern Munique (Alemanha), Marselha (França), Spartak Moscovo (Russia) e Estrela Vermelha Belgrado (Jugoslávia, na altura).

Outro registo notável ligado a estas semi-finais é o apuramento do Bayern Munique, vencendo o Barcelona por 8-2, uma derrota histórica para o conjunto “blaugrana”, pois é a pior que sofrem em quase 80 anos.

A equipa catalã apenas regista uma derrota pior que esta e outra por números iguais, sendo que a pior veio em 1940, quando o clube perdeu por 11-1 diante do Sevilla, num encontro para o campeonato espanhol. O outro resultado idêntico veio pelas mãos dos amargos rivais Real Madrid, em 1935, a maior vitória de sempre num “El Clássico”.

Dois registos históricos, um deles que possibilita a existência do outro e certamente enriquecem historicamente ainda mais uma edição já única pela forma como se tem desenrolando no panorama mundial da pandemia do Covid-19, que é inédita.

 

Fonte da imagem de capa: Facebook – UEFA Champions League

José Horta

Não nasci a gostar de futebol, mas quando comecei nunca mais quis outra coisa. Algarvio de nascença mas adepto do futebol para além daquele que se joga na praia. Sempre atento aos contornos e novidades do "Desporto Rei", "Beautifull Game" ou lhe quiserem chamar. Aluno universitário de Ciências da Comunicação na FCSH.