Lembra-se de: O fenómeno irrequieto de Nicolas Anelka

Nas últimas décadas, a seleção francesa tem sido “mimada” com gerações atrás de gerações de grandes avançados, tendência que não parece abrandar com o futuro entusiasmante de Mbappé. Mas antes do jovem fenómeno francês, a lista contava com nomes como Benzema, Henry, Trezeguet e… Nicolas Anelka.

Por vezes esquecido, ou pelo menos preterido nas considerações dos grandes atletas franceses das últimas décadas, Anelka ficou para história tanto pela sua magia em campo, como pela sua vida turbulenta fora dele.

Nicolas Anelka :: Nicolas Sébastien Anelka ::
Fonte: Zerozero

Recentemente, a Netflix lançou um documentário sobre o atleta, com testemunhos de vários colegas, treinadores e figuras que o acompanharam ou estiveram na periferia do seu alucinante trajeto enquanto futebolista no alto nível europeu, tal como as palavras do próprio. Recomendo que vejam.

Anelka fica para história do futebol como um dos jogadores mais “viajados” pelos clubes do mundo, muitos deles históricos e a passar por grandes temporadas no momento da sua chegada. Até bateu o recorde de transferências do Real Madrid quando foi comprado pelos “los blancos” em 1999, por 35 milhões.

Fonte: Transfermarkt

Vejamos a lista extensa de clubes por Anelka passou, ordenada:

  • Paris Saint-Germain
  • Arsenal
  • Real Madrid
  • Liverpool
  • Manchester City
  • Fenerbahçe
  • Bolton Wanderers
  • Chelsea
  • Shangai Shenhua
  • Juventus
  • West Bromowich
  • Mumbai City

Desde 1996 até 2016, 20 anos de carreira passados por uma dúzia de clubes. Várias transferências e empréstimos, que perfazem um total de 128 milhões de euros investidos em aquisições deste jogador.

No total da carreira, Anelka conta com 222 golos e 90 assistências em 738 jogos, entre clubes e seleção. Nem sempre um titular inquestionável nos clubes onde passava, a constante batalha entre o seu talento em campo e a sua atitude fora dele, ditavam a influência que tinha nos plantéis que integrou. Contudo, a sua lista de palmarés é certamente invejável:

  • Supertaça Francesa
  • FA Cup x4
  • Liga Italiana
  • Liga Turca
  • Liga Inglesa x2
  • FA Community Shield x3
  • Supertaça Italiana
  • Taça das Confederações
  • Liga dos Campeões x2
  • Taça das Taças
  • Supertaça Europeia
  • Campeonato da Europa (em 2000)
Nicolas Anelka: Les images d'une carrière ratée en équipe de France
Fonte: Gentside Sport

Individualmente, conquistou o prémio de melhor marcador da Premier League em 2009, ao serviço do Chelsea. Um jogador cujo talento nunca foi posto em questão, apenas ofuscado, pois não é qualquer futebolista que conquista duas Ligas dos Campeões e um Campeonato da Europa.

Castigado e multado por vários clubes onde passou por problemas internos, expulso da seleção francesa durante o Mundial de 2010. A polémica sempre foi presente na carreira do jogador francês. O caso mais polémico ocorreu em 2014 quando foi banido por cinco jogos e multado em 80 mil libras por celebrar um golo com uma celebração “anti-semita e nazi”, quando era um suposto tributo a um amigo comediante.

Anelka será sempre uma figura do futebol mundial, para alguns um herói e para outros nem tanto, mas certamente inesquecível. Aproveito para deixar novamente a recomendação do documentário da Netflix sobre o craque francês, um ótimo complemento a este artigo e um olhar extenso sobre a carreira polémica, controversa e inesquecível de Nicolas Anelka.

Fonte da imagem de capa: Twitter @2000sfutbol

 

José Horta

Não nasci a gostar de futebol, mas quando comecei nunca mais quis outra coisa. Algarvio de nascença mas adepto do futebol para além daquele que se joga na praia. Sempre atento aos contornos e novidades do "Desporto Rei", "Beautifull Game" ou lhe quiserem chamar. Aluno universitário de Ciências da Comunicação na FCSH.