Bayern de Munique arrecadou o maior prémio de sempre numa participação na Liga dos Campeões

No total foram 11 jogos, 11 vitórias, 43 golos marcados, oito golos sofridos e, finalmente, uma Liga dos Campeões conquistada, mas as exibições do Bayern de Munique na Liga Milionária não foram apenas históricas a nível desportivo, sendo-o também a nível económico.

Os bávaros conquistaram a sua sexta Liga dos Campeões no passado domingo ao bater o PSG por 1-0 no Estádio da Luz. Desportivamente, foi uma edição da Champions League histórica para os campeões germânicos, ao vencerem todos os 11 jogos na qual estiveram inseridos, ao qual se juntaram igualmente goleadas históricas – como a que foi aplicada ao Barcelona, por 8-2.

Este registo histórico dos alemães levou a que estes alcançassem outro recorde, mas desta vez a nível económico. Como é sabido, cada vitória alcançada na Liga dos Campeões é compensada monetariamente aos clubes, assim como a passagem a cada uma das fases e a vitória final da competição.

Fazendo as contas finais, o Bayern arrecadou um total extraordinário de 117,15 milhões de euros nesta edição da Liga dos Campeões, superando assim o anterior recorde que pertencia ao Barcelona, quando na época passada arrecadou 11,09 milhões de euros.

Vamos então por partes. As seis vitórias dos bávaros na fase de grupos deram um total de 16,2 milhões de euros (2,7 milhões por jogo), ao qual se somaram 9,5 milhões por ter passado à próxima fase da competição, os oitavos-de-final.

De seguida, com o passar a cada uma das novas fases, o Bayern foi sempre somando novas quantidades avultadas de dinheiro à sua conta. A passagem aos quartos-de-final rendeu 10,5 milhões de euros, a passagem às meias-finais rendeu mais 12 milhões e finalmente arrecadou mais 19 milhões de euros por se sagrar campeão europeu de clubes, após ter vencido o PSG na final.

Até aqui os novos campeões europeus “apenas” haviam arrecado 67,2 milhões de euros, mas estes juntam-se ainda os 14,5 milhões que a UEFA atribui a cada equipa participante na Liga dos Campeões e os 35,45 milhões de euros que pertencem aos alemães por ser o clube europeu com o melhor coeficiente, totalizando assim os já referidos 117,15 milhões de euros conquistados pela sua participação nesta edição da Liga dos Campeões.

Contudo, este valor por si só já astronómico irá ainda subir mais, uma vez que a estes 117,15 milhões de euros se juntam ainda mais 15 milhões de euros relativos ao ‘market pool’ dos bávaros. E o que é o ‘market pool’? É uma secção, que varia de época para época, e que corresponde ao dinheiro que a UEFA distribui a cada clube de acordo com a posição na sua liga e o valor que o seu país tem pelos direitos televisivos na Europa.

Ora, no caso da Alemanha, o país conta com um dos maiores espaços de televisão existentes na competição e na edição do ano passado, em 2018/19, ganhou 34,46 milhões de euros entre os quatro participantes alemães nessa temporada, sendo que 11,48 deles foram para Munique.

 

Fonte da Imagem: Twitter oficial Bayern de Munique

Francisco Carvalho

Desde tenra idade que duas paixões me cativaram, desporto e a escrita, sendo a sua união o cenário ideal. Cedo percebi que com esforço e dedicação poderia juntar uma paixão a uma profissão, sendo o jornalismo a resposta. Numa geração onde a banalização e a desvalorização da informação são recorrentes, quero mostrar a relevância do mundo jornalístico em toda esta sociedade cativante que nos rodeia.