Negociações cada vez mais complicadas por Darwin

Apesar do Benfica permanecer como o principal candidato à aquisição do avançado uruguaio de 21 anos, as negociações por Darwin Núñez revelam-se bastante difíceis.

Segundo apurou o jornal A BOLA, o Almería, clube pelo qual joga o avançado, um dos mais promissores do panorama europeu, rejeitou a proposta dos encarnados devido à inclusão de jogadores no negócio.

Depois de propostas a rondar os 15 milhões de euros, as “águias” aumentaram os valores para os 23 milhões de euros, oferecendo jogadores excedentários para alcançarem os 30 milhões exigidos pelo clube espanhol.

Alguns desses jogadores que Jorge Jesus estaria disposto a ceder são Cristian Lema, Ljubomir Fejsa, Alfa Semedo e Facundo Ferreyra, o último com um ordenado na ordem dos 2 milhões de euros limpos por época.

No entanto, o único jogador que vai ao encontro das exigências do treinador José Gomes é Diogo Gonçalves. O extremo de 23 anos não vê com bons olhos uma mudança para a II Divisão espanhola, procurando conquistar um lugar no onze das águias, após excelentes prestações ao serviço do Famalicão na temporada passada.

A necessidade de resolver esta contratação torna-se cada vez mais urgente, não só devido ao fracasso do negócio por Cavani, mas também porque existem mais pretendentes pelo jovem goleador.

Depois do Almería não ficar convencido pela proposta de 20 milhões do Wolfsburgo, mais clubes entraram nesta “corrida”, RB Leipzig, Brighton e Inter, complicando ainda mais a tarefa dos dirigentes benfiquistas.

Fonte da imagem: Twitter @DTransferencias