Leão entra na Liga com o pé direito

Equipa de Alvalade começa a sua caminhada no campeonato português com uma vitória por 2-0 frente aos “castores”, em Paços de Ferreira.

Rúben Amorim, que assistiu ao jogo de casa devido à pandemia, decidiu iniciar a partida com o mesmo onze que levou de vencida a equipa do Aberdeen na quinta-feira passada. Por outro lado, os castores de Pepa apenas registaram uma alteração face à última partida disputada; Bruno Costa foi o escolhido para ocupar a posição que havia sido de Welinton no jogo anterior.

Logo aos dois minutos, Tiago Tomás apareceu na área isolado para finalizar o cruzamento teleguiado de Nuno Mendes, mas a bola saiu muito por cima. Com o decorrer do jogo, a equipa pacense equilibrou ligeiramente a partida, aparecendo no ataque com um par de ocasiões dignas de registo.

Contudo, ao minuto 21 Tiago Tomás atirou fora de área para, depois de alguns ressaltos, a bola tocar no braço de Douglas Tanque. Penalti atribuído aos leões e Jovane Cabral, da marca dos 11 metros, no frente-a-frente com Jordi, não tremeu e adiantou o Sporting no marcador.

Após o golo, apenas mais uma oportunidade clara de golo; Tiago Tomás aparece descaído para a direita e arriscou rematar, apesar de ter Nuno Santos numa posição mais favorável, fazendo com que a bola acabasse por não encontrar as redes dos castores.

O intervalo chegava em boa hora; numa altura em que já se notava a fadiga dos jogadores, era visível a falta de preparação proveniente do início da época.

Fábio Veríssimo apitou para o início da segunda parte e o Sporting continuou a mandar no jogo, descansando com bola. Após vários cruzamentos que atravessavam o campo, Nuno Mendes (outra vez ele, muito irrequieto e sempre com qualidade) meteu a bola na área, Feddal amorteceu e Coates encostou para dilatar o marcador na capital do móvel.

O placard mostrava o 2-0 e o Sporting nem tinha grande vontade de atacar mais, nem o Paços mostrava grandes argumentos para conseguir assustar os leões, apesar da boa organização e boas ideias de jogo dos castores, por isso, o Sporting voltou a descansar com bola. O cansaço era mais que visível em ambas as equipas, que davam a entender que já estavam há largos minutos a implorar para que o árbitro acabasse a partida.

Nota positiva para toda a equipa dos leões. Todos os jogadores estiveram discretos, não comprometeram, fizeram o essencial para vencer a partida e depois descansaram para a partida muito complicada que irão ter na quinta-feira, contra o Lask.

Fonte das imagens: Twitter de @SportingCPBr e @LinhasQuatro

Alexandre Ribeiro

Nascido e criado na ilha Terceira, nascido e criado para o futebol. Desde cedo aprendi, vivi e vibrei com o desporto rei. A licenciar-me em Ciências da Comunicação na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Com o futebol e a escrita espero proporcionar um espectáculo fora das 4 linhas para todos aqueles que partilhem o gosto pela bola e pelos seus artistas.