Com Tiago já fora do Vitória, o novo desejo em Guimarães é Lage

O dia de hoje ficou marcado pela saída abrupta de Tiago Mendes do comando do Vitória SC, após apenas três jogos no cargo. A decisão já foi fortemente criticada pelo clube de Guimarães, que agora aponta as suas energias para Bruno Lage, ex-técnico do Benfica que se sagrou campeão na temporada 2018/2019 e que abandonou o clube encarnado em julho.

O técnico, ex-internacional português, comunicou o seu pedido de demissão no final do dia de ontem à direção de Miguel Pinto Lisboa, que reagiu hoje com manifesto desagrado: “uma posição desta natureza, ainda no arranque da época e numa semana em que o treinador se encontra a frequentar o curso UEFA Pro, só pode ser recebida como uma manifestação de insegurança que é incompatível com o Vitória SC”.

A solução encontrada no Minho foi mesmo Bruno Lage, que se encontra livre após ter sido apontado de forma recorrente a clubes da Premier League no mercado de verão. Recorde-se que o técnico foi adjunto de Carlos Carvalhal quando este esteve no comando do Sheffield Wednesday no segundo escalão inglês.

O Vitória SC ocupa atualmente o décimo lugar na tabela da Liga NOS com quatro pontos, após registar um início inconstante ao leme de Tiago, que somou uma derrota, um empate e uma vitória nas primeiras três jornadas do campeonato.

Fonte da imagem de capa: Twitter @Foet247Europe

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.