O Brasil “esmaga” a Bolívia, com Everton a titular

Depois de uma longa paragem, as seleções sul-americanas voltaram a disputar jogos oficiais. A fase de grupos da CONMEBOL para o apuramento ao Mundial 2022, começou sem surpresas e os favoritos levaram a melhor sobre os seus adversários. A última seleção a confirmar o estatuto de favorito foi o Brasil, que venceu por uns expressivos 5-0 a seleção da Bolívia.

O jogo foi de sentido único, onde as oportunidades foram se sucedendo para os brasileiros, que tentavam ir penetrando na muralha defensiva que os bolivianos tinham montado na sua defesa. O primeiro golo aconteceu aos 15 minutos de jogo, onde o central Marquinhos cabeceou um bom cruzamento de Danilo. O mais difícil, tinha sido conseguido. Após o golo, as oportunidades foram se sucedendo, mas o guarda-redes Carlos Lampe fez um par de boas defesas que iam evitando o segundo golo da formação canarinha. Até que, por volta da meia hora de jogo, Renan Lodi descobriu Roberto Firmino que só teve que encostar para a baliza. O marcador não se alterou mais até ao intervalo.

Na segunda parte o rumo de jogo foi idêntico, e passados três minutos de jogo Firmino bisou após uma assistência de Neymar. Até ao fim de jogo, o Brasil iria marcar mais dois golos, o primeiro após uma infelicidade do central boliviano Jorge Carrasco e o segundo que foi marcado por Philippe Coutinho, depois de mais uma assistência de Neymar.

Neste jogo, Everton Cebolinha foi titular. O jogador do SL Benfica disputou 58 minutos, mas foi o mais apagado dos jogadores no ataque brasileiro. Uma nota para os antigos jogadores do FC Porto, Felipe e Alex Telles que se estrearam em jogos oficiais pela seleção do Brasil. Ambos já tinham jogado em amigáveis.

 

Fonte de capa da imagem: Twitter @CBF_Futebol

Fabio Mikael

Sou um apaixonado pelo desporto rei. Além disso, gosto muito de escrever e faço isso com paixão. Poder aliar às duas coisas, é fantástico, e estamos aqui para fazer crescer este jornal online cada vez mais.