Crónica: Portugal vs Suécia – Sem Ronaldo, sem problemas

Sem a maior estrela da história do futebol português, a armada lusa de Fernando Santos recebeu uma seleção sueca com grande urgência em conquistar pontos, de forma a evitar a despromoção à Liga B da Liga das Nações.

Os visitantes entraram em jogo bastante pressionantes, procurando condicionar a saída de bola dos portugueses desde a defesa.

Com exceção de um ou outro contra-ataque, os portugueses revelaram dificuldades nos processos defensivos e em controlar o jogo no meio-campo durante largos períodos do primeiro tempo.

Foi contra a corrente do jogo que se gritou o golo português no Estádio José Alvalade. Perda de bola perto da área sueca, passe de Bruno Fernandes para Diogo Jota que assiste Bernardo Silva para um golo fácil.

22 minutos e Portugal já se encontrava na frente do marcador.

No entanto, manteve a tendência até aí visível. Uma Suécia a disputar um jogo bastante físico face a uma equipa demasiado passiva na zona mais recuada do terreno.

A partida encontrava-se dividida, com os suecos a aproximarem-se cada vez da baliza de Rui Patrício. Aos 35 minutos, Berg atirou com estrondo ao poste da baliza portuguesa, deixando os defesas em sentido.

Parecia estar perto o golo adversário, mas foi a seleção nacional que voltou a sorrir. Cruzamento longo formidável de João Cancelo e Diogo Jota a finalizar para o 2-0 em cima do intervalo.

O contra-ataque tornou-se a melhor arma contra uma equipa tão posicionada à frente como a Suécia e isso ficou ainda mais evidente na segunda-parte.

Perto dos últimos 20 minutos de jogo, Diogo Jota carimbou a vitória em mais uma transição ofensiva rápida.

O jogador do Liverpool fez esquecer a falta de CR7 com dois golos e uma assistência, ou seja, foi, essencialmente, Jota e mais dez.

A partir daqui só deu Portugal até ao final, com a equipa adversária a sentir os efeitos da pressão constante exercida e dos movimentos rápidos dos extremos portugueses.

Com este resultado de 3-0, Fernando Santos e companhia mantêm a liderança do grupo, superando a ausência de Cristiano Ronaldo graças a uma grande atuação de Diogo Jota.

Já a Suécia permanece no último lugar lugar da classificação, ainda sem qualquer ponto conquistado.

Fonte da imagem: Mais Futebol Twitter/@maisfutebol