Termina mais uma decisiva ronda de jogos na Liga A da Nations League

A quarta jornada da fase de grupos da Liga A da Nations League teve o seu fim no dia de hoje. Com apenas mais dois jogos por disputar, as decisões começam a apertar-se, com algumas nações já praticamente arredadas da possibilidade de qualificação para a Final Four.

No grupo 1, a Polónia recebeu a Bósnia numa partida que terminou com uma vitória categórica dos polacos por três a zero. Lewandowski bisou na partida e ainda assistiu Linetty mesmo antes do intervalo para confirmar a goleada sobre os bósnios, que jogaram com dez jogadores desde o quarto de hora de jogo, após expulsão de Ahmedhodzic. A Itália enfrentou a Holanda no outro confronto do grupo, num jogo que terminou empatado a duas bolas, com tentos de Pellegrini para os italianos e de van de Beek para os holandeses. Após estes resultados, a Polónia é o novo líder do grupo, com sete pontos, seguida de perto pela Itália e Holanda, com seis e cinco pontos respetivamente. A Bósnia e Herzegovina ainda pode sonhar com a manutenção na Liga A, somando dois pontos no total.

Fonte da imagem: Twitter @lewy_official

O Grupo 2 proporcionou um resultado que o comum adepto talvez não esperasse. A Inglaterra foi derrotada pela Dinamarca por um a zero. A expulsão de Harry Maguire colocou os ingleses em desvantagem numérica na passagem da meia hora de jogo, com uma grande penalidade bem convertida por Eriksen a ser suficiente para selar o triunfo nórdico. Já a Bélgica viajou até à Islândia e confirmou o seu favoritismo com uma vitória por duas bolas a uma, com ambos os tentos belgas a serem marcados por Lukaku. Do lado islandês, foi Saevarsson o jogador que ainda conseguiu empatar a partida, mas não foi capaz de impedir o triunfo do nação orientada por  Roberto Martínez. Desta forma, a Bélgica é líder isolada no grupo, com nove pontos somados, com Dinamarca e Inglaterra atrás de si, ambas com sete pontos. A Islândia soma zero pontos, ocupando o último lugar do grupo, com o desaire contra a Bélgica a selar a sua descida de divisão para a Liga B.

Fonte da imagem: Twitter @HKane

Assistiram-se a duas partidas muito diferentes no Grupo 3 da Liga das Nações. A França teve muito que suar para levar de vencida a Croácia, com um triunfo por duas bolas a uma. Griezmann inaugurou o marcador para os franceses nos primeiros dez minutos da partida, com Vlasic a restituir o empate para os croatas na passagem da hora de jogo, no entanto, foi mesmo Mbappé quem vestiu a capa de herói para a seleção gaulesa, com um golo decisivo aos 79 minutos. Já Portugal desfrutou de uma partida bem mais controlada contra a Suécia no Estádio de Alvalade, com golos de Bernardo Silva e de Diogo Jota (por duas vezes) a selar os três a zero finais para a armada lusa. Nas contas do grupo, Portugal e França mantém-se como líderes indiscutíveis, com sete pontos cada. A Croácia, já fora da luta pelo apuramento à Final Four, encontra-se no terceiro lugar com três pontos somados. Já a seleção sueca apenas sonha com uma possível escapatória à despromoção, apesar dos zero pontos acumulados até ao momento.

Fonte da imagem de capa: Twitter @selecaoportugal

O grupo 4 foi o primeiro a conhecer os seus desfechos, ambos com surpresas no resultado final. A Espanha foi surpreendida na Ucrânia, com uma derrota por uma bola a zero frente aos homens da casa. O tento decisivo foi apontado por Tsygankov, aos 76 minutos de jogo. A seleção da Alemanha participou num autêntico festival de golos frente à Suíça, numa partida que terminou empatada com três tentos para cada nação. Gavranovic e depois Freuler construíram a vantagem suíça, que viria a ser reduzida pouco tempo depois por intermédio de Timo Werner. Kai Havertz apontou na segunda parte mais um valioso golo para a turma alemã, ao qual Gavranovic respondeu de novo na mesma moeda apenas dois minutos depois. Os golos não paravam de vir e Gnabry definiu o resultado que viria a ser final aos 60 minutos de jogo de uma forma espantosa, havendo apenas tempo para Schar ser expulso por acumulação de amarelos. Após estes resultados, confirma-se uma corrida a três na luta pela qualificação à fase final da Nations League, com Espanha a liderar o grupo com sete pontos, seguida de perto pela Alemanha e Ucrânia, que somam ambas menos um ponto que a La Roja. Já as ambições da seleção suíça vão passar pela manutenção na divisão, uma vez que somam apenas dois pontos até ao momento.

Fonte da imagem: Twitter @FCBayernEN

Com algumas surpresas à mistura e muitos golos para apreciar, chegou ao fim mais uma etapa na corrida à fase final da Liga das Nações. São ainda muitos os candidatos na luta, tanto para a chegada à linha de meta que é a Final Four, como para a escapatória à despromoção de escalão que se chama Liga B. As últimas duas jornadas terão lugar em meados de novembro, com especial destaque para a seleção lusa, que tem encontro marcado com a França no dia 14 e com a Croácia no dia 17, jogos que serão determinantes para as aspirações da turma de Fernando Santos na competição.

Fonte da imagem de capa: Twitter @selecaoportugal

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.