Crónica: Benfica entra com o pé direito na Liga Europa

O Benfica foi à Polónia derrotar o Lech Poznan, num jogo repleto de golos, com destaque para o hat-trick de Darwin Nunez.

Na primeira parte, o jogo apresentou-se aberto, com oportunidades para ambos os lados, embora o Benfica se tenha mostrado superior e mais atacante. Superioridade refletida no golo madrugador das águias: aos 9 minutos, uma mão na área do Lech Poznan resultou num penálti claro para o Benfica, convertido por Pizzi. A liderança do Benfica não durou muito tempo pois um contra-ataque dos polacos aos 15 minutos empatou o jogo, 1-1. A linha defensiva bastante alta é uma característica típica de uma equipa de Jorge Jesus e proporciona um grande poder de pressão sob o adversário. No entanto, a equipa fica suscetível a contra-ataques, e tal fraqueza mostrou-se “fatal”. Uma bola nas costas de Grimaldo seguida de um cruzamento ao segundo poste, finalizado por Ishak. Estava feito o empate.

 

Imagem

Fonte da imagem: Twitter oficial do SL Benfica

Já no final da segunda parte, aos 42 minutos, uma incursão de Gilberto na ala direita levou a um grande cruzamento do brasileiro, diretamente para a cabeça de Darwin Nunez, que se estreou a marcar com a camisola do Benfica. Cabeceamento exímio do avançado uruguaio e o Benfica ia na liderança para o intervalo, 1-2.

Já na segunda parte, aos 48 minutos, uma boa combinação do ataque do Lech Poznan obrigou Vlachodimos a uma defesa difícil e incompleta, deixando a bola à mercê de Ishak. O ponta-de-lança sueco encostou e voltou a estabelecer o empate no marcador.

E um não chegou, Darwin fez mesmo o seu segundo da conta pessoal. Um pormenor delicioso deixou o central do Lech Poznan desorientado e o jovem avançado só teve mesmo de finalizar. Estava feito o 3-2 aos 60 minutos.

O Benfica mostrava vontade de marcar mais e pressionava intensamente o adversário. Jorge Jesus mostrava a sua insatisfação e pedia mais. Darwin respondeu. No jogo em que se estreou a marcar pelo Benfica, acabou o jogo com um hat-trick. Rafa Silva cruzou para o segundo poste, onde Darwin, oportunista, apareceu e encostou para fechar o marcador, 4-2.

A exibição do Benfica foi bastante positiva, embora ainda se notem algumas debilidades defensivas (bem exploradas pelo Lech Poznan, deve-se dizer). Não obstante, os encarnados somaram os primeiros três pontos na fase de grupos da Liga Europa, depois de algum sofrimento desnecessário, dada à clara diferença de qualidade de jogo das duas equipas.

 

Fonte da imagem de capa: Twitter oficial do SL Benfica