Históricos: o grande apogeu do Deportivo La Coruña

Nos dias correntes, o Deportivo é uma equipa banalíssima em Espanha. As oscilações entre a primeira e a segunda divisão caracterizam a equipa da Corunha nos últimos anos, chegando mesmo a descer para a Segunda Division B (terceiro escalão) este ano. Mas nem sempre foi assim.

RC Deportivo, mais conhecido por Deportivo La Coruña ou simplesmente “Depor”, é um clube fundado no ano de 1906 na cidade da Corunha, localizada no norte de Espanha. Jogou pela primeira vez no escalão principal do futebol espanhol apenas em 1928 e, a partir daí, tornou-se num clube com relativa tradição. Algumas boas campanhas, algumas despromoções, mas nada de títulos. Tudo isso mudaria na década de 90, com a contratação de um jogador: Bebeto. O atacante vinha do Vasco da Gama com rótulo de craque e foi sem dúvida a cara do “Súper Depor”, alcunha dada à excelente equipa do Deportivo nos anos 90. A ascensão meteórica do clube galego levou-o a novos ares, sendo candidato a todos os títulos em Espanha. O primeiro deles chegaria na época de 94/95. Na final da Taça do Rei, o Valencia foi derrotado por 2-1. A conquista da Taça do Rey seria seguida, na época seguinte, pela conquista da Supertaça de Espanha, outrora jogada a duas mãos. O Depor ganharia por 4-2 no agregado dos dois jogos face ao Real Madrid. É notável a evolução que o clube teve nos anos 90, passando de uma equipa mediana para um grande do futebol espanhol.

 

Craque Imortal – Bebeto - Imortais do Futebol

Fonte da imagem: imortaisdofutebol.com

 

Em 1996, Bebeto anunciava a sua saída para o Flamengo, depois de apontar 108 golos em 131 jogos com a camisola azul e branca. Era o fim de um ciclo e despedia-se do Riazor um dos maiores ídolos dos galegos. Seria preciso uma grande contratação para colmatar a saída do craque brasileiro, e a resposta jogava, na altura, no Palmeiras. Rivaldo Vitor Borba Ferreira, mais conhecido no mundo do futebol como Rivaldo. O astro brasileiro jogou apenas uma época na Galiza, em 96/97, apontando 22 golos nessa temporada. O Barcelona não perdeu tempo e foi buscá-lo. Rivaldo viria a ganhar a Ballon d’Or em 1999, apenas duas épocas a seguir a ter saído do Deportivo.

Seria bastante interessante ver o que Rivaldo poderia ter feito se tivesse ficado mais uns anos. Provavelmente o Deportivo teria mais uns títulos, mas era impossível recusar uma proposta como a que o Barcelona fez. Contratar o craque ao Palmeiras fora uma aposta bem ganha, e o Deportivo decidiu repetir a dose. Desta feita, trouxe Djalminha, médio de 27 anos que se encontrava no auge da carreira, depois de conquistar nesse ano a Copa América com a Canarinha. Adicionando ainda Roy Maakay, Mauro Silva e Fran, a equipa estava repleta de jogadores internacionais pelos seus países, com uma clara evidência para os internacionais brasileiros (Mauro Silva, Flávio Conceição, Djalminha).

A equipa do Deportivo estava repleta de talento e pronta para discutir títulos sob a batuta de Javier Irureta. E assim o fez. Foram anos gloriosos e conquistas épicas, incluindo o campeonato espanhol em 2000, a Supertaça em 2000 e 2002 e a conquista da Taça do Rei, em 2002. Esta última recebeu um destaque especial. O jogo foi contra o Real Madrid, que na altura já tinha a alcunha dos Galáticos e já contava com Hierro, Roberto Carlos, Makélélé, Luís Figo, Zidane, Guti e Raúl. Era um favoritismo absoluto para o Real Madrid. No entanto, o Deportivo venceria por 2-1 em pleno Santiago Bernabeu. A partida foi apelidada de “El Centenariazo”, nome que originou de uma analogia com “Maracanazo”, expressão criada em 1950, depois do triunfo do Uruguai na final do Campeonato do Mundo face a um Brasil favoritíssimo e que jogava em casa, no Maracanã.

A equipa contaria ainda com uma campanha memorável na Champions League, em 2004. O Deportivo passou a fase de grupos em segundo lugar, eliminando depois a Juventus e o AC Milan. O clube só iria cair nas semi-finais, aos pés do FC Porto, que tinha uma grande equipa na altura e que se tornaria o vencedor daquela edição da Champions League.

Historias del fútbol: El 'Centenariazo' - AS.com

Fonte da imagem: AS.com

 

É uma pena ver um clube histórico como o Deportivo a jogar na terceira divisão espanhola. Apenas há vinte anos atrás, o clube era um dos melhores clubes do mundo, discutia todas as competições em que participava. Má gestão do clube, más contratações e más decisões técnicas ditaram o declínio do Depor, que agora luta para sair do grande buraco que cavou. Todos os apaixonados por futebol sabem bem onde o clube galego pertence e esperam ver uma nova ascensão.

 

Fonte da imagem de capa: imortaisdofutebol.com