Quem te viu e quem te vê: Fábio Paim

O nome desta semana não é nada estranho nos ouvidos de todos os Portugueses, pois até CR7 quando chegou ao United disse, “Acham que eu sou craque? Esperem pelo Paim!”. No “Quem te viu e quem te vê” desta semana, recordamos Fábio Paim.

Fábio Paim, nascido em Alcoitão a 15 de fevereiro de 1988, foi uma referência desde jovem para todos os clubes, devido ao seu talento notável dentro das quatro linhas. Com apenas 14 anos, Paim já era sondado pelos gigantes da Europa. Tentaram inclusivamente que o jogador mudasse a sua nacionalidade.

Paim, começou a sua carreira de futebol ao serviço do Sporting, com sete anos entrou para a Academia de Alcochete, onde continuou e ganhou o Campeonato Nacional de Iniciados, onde em 29 jogos marcou 28 golos. Com 15 anos teve a sua primeira internacionalização pela equipa das quinas e com 16 anos já recebia 20 mil euros para jogar na formação leonina. Com o avançar da idade ia avançando também de escalões da formação onde foi campeão em todos.

O médio com grandes aspirações, deu o seu primeiro salto para o Trofense, em 2007, emprestado pelo Sporting e de seguida, em 2008, vestiu as cores do Paços de Ferreira, novamente por empréstimo. Com o sonho de jogar num grande da Europa acabou por sair em 2009 para o Chelsea, mais uma vez por empréstimo dos Leões, onde atuou nas reservas. Desde então a sua carreira regrediu e passou por mais 15 clubes, de divisões inferiores, portuguesas e também europeias. Em 2017 ainda envergou a camisola do Leixões, mas nunca realizou qualquer partida.

Apesar de todas as referências e grandes planos que já haviam desenhado para o futuro craque, este não conseguiu tornar o seu sonho realidade, muito por sua culpa. Ao crescer num bairro social em Alcoitão, a vida levou-o a ser rebelde e incapaz de lidar com as responsabilidades que a fama e o dinheiro trazem. A sua carreira de futebol, que se via brilhante, acabou por ser exatamente o contrário, como jogador a envolver-se em escândalos com drogas, mulheres e a vida da noite.

Com todos os problemas que acabou por ter devido ao rumo que tomou, teve ainda acusações de treinadores que diziam que não gostava nem queria treinar. Pensou em desistir da sua carreira, contudo, o grande apoio dos fãs fizeram com que este continuasse no mundo do futebol.  Atualmente ainda joga e representa o Ludowy Zespół Sportowy Starowice, da quarta divisão Polaca.

 

 

Fonte da imagem: Twitter Visão de Mercado 

 

Emanuel Brasil

Nasci na cidade mais alta de Portugal e foi aqui que comecei a dar os primeiros toques no mundo da bola e a acompanhar os mesmos com a escrita que dá brilho ao jogo fora das quatro linhas. Com a bola de um lado e a caneta do outro, acabei por me licenciar em Ciências da Comunicação na UBI e onde tiro agora, o mestrado em jornalismo.