Quatro clubes já garantiram o apuramento para os 16 avos de final da Liga Europa

Chegou ao fim a quarta jornada da fase de grupos da Liga Europa. Numa ronda que voltou a ter vários portugueses em ação, o Braga e o Benfica participaram em duas partidas que tiveram algo em comum: muitos golos. Leicester City, Arsenal, Hoffenheim e Roma são, até agora, os únicos clubes que já garantiram a presença na próxima fase da competição.

O SC Braga participou num autêntico frenesim de golos frente ao Leicester City. A partida acabou empatada a três golos, após os minhotos terem estado em vantagem por três ocasiões, permitindo o empate dos foxes nos instantes finais. O jogo começou a favor dos bracarenses, que aos quatro minutos já se encontravam a vencer. Al Musrati armou um potente remate rasteiro à entrada da área adversária e não deu hipóteses de defesa a Schmeichel. O início do encontro não poderia ter começado de uma forma mais emocionante, isto porque o Leicester repôs a igualdade no marcador cinco minutos depois, por intermédio de Barnes, que aproveitou um corte incompleto da defesa do Minho para fuzilar as redes de Matheus. Paulinho, aos 24´e após um belo trabalho individual de Ricardo Horta, consolidou o segundo dos homens da casa (tornando-se o melhor marcador da história do Braga em competições europeias), que pretendiam compensar a goleada sofrida na jornada anterior em solo inglês.

Os homens de Brendan Rogers, no entanto, também mostravam-se incansáveis na luta pela conquista dos três pontos e conseguiram chegar de novo ao empate na ponta final da segunda parte. O jovem Luke Thomas, aos 79´, foi descoberto por Maddison (excelente lance do inglês) dentro da pequena área do Braga e selou o empate para as raposas. O marco do minuto noventa poderia ter sido um sinal de que a ação (que não foi pouca) teria terminado, mas foi exatamente o contrário que se verificou. Fransérgio, assistido por Galeno, bateu o guardião dinamarquês aos 90+1´ e selou o tento que a grande maioria dos espetadores terá apontado como o da vitória, mas Vardy tinha planos diferentes. O avançado inglês, aos 90+4´, libertou-se da marcação e recebeu um cruzamento rasteiro de Albrighton, não desperdiçando a oportunidade e fixando o resultado final de um “jogo de loucos”: 3-3.

Após o empate na Pedreira, o SC Braga mantém-se no segundo lugar do grupo G com sete pontos e está a uma vitória de selar o seu apuramento para os 16 avos de final da Liga Europa. O Leicester City já confirmou a passagem à fase a eliminar da prova, estando no primeiro posto com dez pontos acumulados. O AEK e o Zorya, por sua vez, encontram-se no terceiro e quarto lugar, respetivamente, com ambas as turmas a somarem três pontos até ao momento.

Fonte da imagem: Twitter @goal

No grupo H houve novo embate entre Lille e AC Milan, desta vez em solo francês. A turma de José Fonte, Xeka e Tiago Djaló (Fonte e Xeka foram titulares, Djaló entrou aos 79´e Renato Sanches falhou o encontro) empatou a uma bola com a equipa de Rafael Leão e Diogo Dalot (Leão foi ausente na partida, Dalot foi titular). O primeiro golo chegou logo a seguir ao apito para o início da segunda parte, com Rebić a servir Samu Castillejo e o espanhol a inaugurar o marcador para os rossoneri. Aos 65´, Bamba empatou a partida com um tento que viria a ser o final da partida. Com este resultado, ambas as turmas encontram-se bem posicionadas para passar à fase seguinte da prova, estando o Lille no primeiro posto com oito pontos e o Milan no segundo lugar com menos um. O Sparta Praga ainda está apesar de tudo bem vivo na competição, somando seis pontos e ainda tendo aspirações legítimas de passar aos 16 avos. O Celtic, pelo contrário, está no último lugar com apenas um ponto somado.

O Arsenal deslocou-se até à Noruega para enfrentar o Molde, num encontro que os gunners venceram por três golos sem resposta. A turma de Arteta inaugurou o marcador aos 50 minutos, por intermédio do extremo Nicolas Pépé, tento que viria a ser seguido por outro cinco minutos depois. Joe Willock assistiu Reiss Nelson, com o jovem inglês a consolidar o segundo golo dos londrinos. O tento final chegou na passagem dos 83´, num momento em que Balogun, jovem de apenas 19 anos, fixou os números de goleada com o terceiro golo dos visitantes. O Arsenal garantiu o seu apuramento para os 16 avos de final da Liga Europa, estando no primeiro posto com 12 pontos. Já o Molde mantém-se no segundo lugar com seis pontos, os mesmos do Rapid Vienna que se situa no terceiro lugar. O Dundalk está no quarto lugar, sem qualquer ponto acumulado até ao momento.

Fonte da imagem: Twitter @brazil_pl

O Nápoles fez jus ao favoritismo e venceu na sua deslocação à Croácia, conseguindo um triunfo por dois a zero diante do Rijeka. Anastasio protagonizou um lance de infortúnio para a sua equipa na primeira parte, introduzindo a bola nas próprias redes. Na segunda parte e ao minuto 75´, Dries Mertens consolidou um tento que dissipou todas as dúvidas sobre o eventual vencedor. Com a vitória, a turma liderada por Gattuso mantém-se líder no grupo F, acumulando nove pontos até ao momento. Na sua perseguição estão os emblemas da Real Sociedad e do AZ Alkmaar, que somam ambos sete pontos até ao momento. O Rijeka não soma qualquer ponto até ao momento e já sabe que apenas irá cumprir calendário nas duas jornadas restantes da fase de grupos.

A Roma de Paulo Fonseca também alcançou um resultado satisfatório na sua viagem à Roménia. Os romanos venceram a turma do Cluj por dois a zero, com os seus golos a surgirem a partir de um auto-golo e de uma grande penalidade. Debeljuh foi o jogador dos homens da casa que foi alvo do lance de azar aos 49´, com Veretout a ser o homem gialorossi que converteu com sucesso o penálti que fixou o resultado final e a vitória da turma da capital italiana na partida. Com o triunfo, a Roma lidera o grupo A com dez pontos somados e assegurou a sua passagem aos 16 avos de final da prova. O Young Boys ocupa o segundo posto com sete pontos  e o Cluj ainda sonha com uma eventual qualificação para os 16 avos, situando-se no terceiro lugar com menos três pontos que o emblema suíço. O CSKA Sofia está no último posto, com apenas um ponto acumulado até ao momento.

Fonte da imagem: Twitter @SiteRomaBrasil

O Tottenham goleou o Ludogorets por quatro a zero na sua receção ao emblema búlgaro. Os pupilos de José Mourinho começaram a construir o triunfo na primeira parte, graças a um bis do avançado emprestado pelo Benfica, Carlos Vinicius. No segundo tempo, Winks e Lucas Moura (a passe de Vinicius) selaram os números finais de uma vitória sem espinhas e onde o vencedor nunca esteve em causa, uma vez que o Ludogorets falhou em efetuar qualquer remate à baliza de Joe Hart no decorrer dos noventa minutos. Com a vitória, os spurs partilham a liderança do grupo J com o Antuérpia, com ambos os emblemas a somarem nove pontos. O LASK Linz situa-se no terceiro posto, com seis pontos e o Ludogorets ainda está à procura de registar os primeiros pontos na competição, estando no último posto do grupo, já sem hipóteses de passagem à fase a eliminar.

Fonte da imagem: Twitter @B24PT

O Benfica viajou até ao Ibrox Stadium, terreno do Rangers, para enfrentar os pupilos de Steven Gerrard. A turma de Jorge Jesus empatou com os escoceses a duas bolas, após ter estado a perder por dois a zero até aos últimos vinte minutos de jogo. Arfield e Roofe (grande golo do inglês) foram os homens que puseram as águias em desvantagem na partida e os prognósticos apontavam mesmo para um resultado desanimador para a equipa da Luz. No entanto, as entradas de Gonçalo Ramos e Pizzi na partida acabariam por se revelar determinantes, uma vez que o jovem avançado foi decisivo na jogada que terminou com um desvio de Tavernier na direção da própria baliza, após remate do português. Pizzi também ficou em destaque no encontro, uma vez que finalizou com sucesso uma bela jogada coletiva do Benfica para selar a igualdade que permaneceria inalterada até ao apito final do juiz.

Após a divisão de um ponto para cada turma, o Rangers e o Benfica somam o mesmo número de pontos (oito) nas contas do grupo D, apesar de os escoceses estarem em primeiro devido a terem vantagem no confronto direto. Uma vitória na próxima jornada será suficiente para a turma de Jesus assegurar a qualificação para os 16 avos, apesar de já não depender apenas de si para conseguir a conquista do primeiro lugar (é necessário que os encarnados vençam as próximas duas jornadas e que o Rangers não consiga fazer o mesmo). O Lech situa-se no terceiro lugar, com os mesmos três pontos que o Standard Liège, último classificado do grupo.

Fonte da imagem: Twitter @EuropaLeague

Contas feitas, já existem quatro emblemas apurados para os 16 avos de final da Liga Europa: Arsenal, Leicester, Hoffenheim e Roma. O Braga e o Benfica vão procurar juntar-se a estes clubes na próxima jornada da competição, que terá lugar no dia três de dezembro. Na quinta ronda de jogos da fase de grupos da prova, os encarnados vão receber os polacos do Lech Poznan, enquanto que os pupilos de Carlos Carvalhal vão deslocar-se à Grécia para defrontar o AEK, emblema onde militam Paulinho (ex-Chaves), André Simões e Nélson Oliveira.

 

 

Outros resultados da jornada:

AEK 0 – 3 Zorya

CSKA Moscovo 0 – 0 Feyenoord

CSKA Sofia 0 – 1 Young Boys

Gent 0 – 2 Estrela Vermelha

LASK Linz 0 – 2 Antuérpia

Slovan Liberec 0 – 2 Hoffenheim

Maccabi Tel Aviv 1 – 1 Villarreal

Qarabag 2 – 3 Silvasspor

Sparta Praga 4 – 1 Celtic

Wolfsberger AC 0 – 3 Dínamo Zagreb

AZ Alkmaar 0 – 0 Real Sociedad

Dundalk 1 – 3 Rapid Vienna

Granada 2 – 1 Omonia

Bayer Leverkusen 4 – 1 Hapoel Beer Sheva

Nice 1 – 3 Slavia Praga

PSV 3 – 2 PAOK

Standard Liège 2 – 1 Lech Poznan

Fonte da imagem de capa: Twitter @EuropaLeague

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.