Jovem Promessa: Pedro Neto, a estrela em ascensão na alcateia de Espírito-Santo

No “Jovem Promessa” desta semana, viramos os holofotes para Pedro Neto, o extremo de 20 anos que tem sido o grande destaque do Wolverhampton neste início de época e que já teve direito a uma estreia de sonho ao serviço da seleção das Quinas.

Pedro Lomba Neto, nascido a 9 de março de 2000 em Viana do Castelo, começou a dar nas vistas enquanto juvenil do SC Braga, clube que o formou e pelo qual se estreou pela primeira vez em maio de 2017, num encontro dos bracarenses frente ao Nacional da Madeira para a Liga NOS que terminou com uma goleada minhota por quatro a zero. Neto, na altura com apenas 17 anos, dois meses e cinco dias, entrou ao minuto 72´e precisou de apenas oito minutos em campo para apontar o golo final da partida e sagrar-se o jogador mais jovem de sempre a marcar pelo Braga no campeonato, ficando ainda em segundo na lista de jogadores mais novos do século a marcar na liga.

Após a estreia, o jovem Neto teve mais duas oportunidades para se mostrar com a camisola arsenalista antes de ter sido alvo de uma mudança inesperada. Apesar do interesse (confirmado pelo próprio jogador) do Barcelona e do Man. United, o jogador acabou emprestado por duas épocas na Lazio, juntamente com Bruno Jordão. Em Roma, não teve muitas oportunidades para se mostrar, alinhando num total de cinco encontros pela equipa de Inzaghi na época 2018/19. O clube romano aproveitou, no entanto, para gerar lucro a partir do jogador, adquirindo o mesmo por 11 milhões ao Braga e transferindo-o para a armada lusa do Wolverhampton por uma verba a rondar os 20 milhões de euros, mais uma vez, na companhia de Jordão.

Fonte da imagem: ominho.pt

A mudança para Inglaterra tem sido o verdadeiro ponto de partida para o jovem, que tem assinalado um percurso notável desde a sua chegada. Na sua primeira época na alcateia lusa de Nuno Espírio-Santo, apontou 44 aparições e cinco golos, um registo que lhe valeu a distinção de jovem jogador do ano no Wolves. Na presente época, Pedro Neto, agora com 20 anos, tem sido totalista nas escolhas de NES para a Premier League e tem recompensado a aposta do técnico com uma evidente subida de rendimento em relação à época passada. Neto tem assumido a posição de destaque que pertencia a Diogo Jota até à sua saída e, em 11 aparições já conta com três golos e duas assistências.

A sua boa forma ao serviço dos lobos valeu-lhe uma chamada de Fernando Santos, mais um momento em que o extremo ficou com o seu nome escrito nos livros da história, isto porque foi o primeiro jogador nascido depois do ano 2000 a ser convocado ( e viria a ser também o primeiro a jogar e a marcar ) pela equipa principal das Quinas. A estreia de Neto ao serviço da nação lusa aconteceu mesmo no amigável frente a Andorra que teve lugar no dia 11 de novembro e o jovem extremo aproveitou para apontar o primeiro tento da sua equipa na partida, mais uma ocasião no meio de tantas para o jogador mais tarde recordar.

Fonte da imagem: vdigital.pt

Pedro Neto apresenta-se como um extremo de 172cm que pode atuar nas duas extremidades do terreno. O seu pé preferido é o esquerdo e é dotado de uma grande velocidade, sobretudo no arranque. Tem uma grande habilidade de drible, assim como de fazer cruzamentos tensos para o coração da área adversária e os seus dotes de finalização têm mostrado cada vez mais melhorias. Todos estes aspetos configuram-lhe um perfil de jogador que marcará, caso as lesões não sejam um impedimento, o futuro das Quinas. Neto, apesar dos joviais 20 anos de idade, já experimentou três grandes campeonatos europeus na sua carreira e é atualmente titular e destaque de uma equipa que está em sétimo lugar na sempre competitiva Premier League. O futuro do vianense parece ser brilhante e é esperado que a sua permanência no Wolves seja um ponto de partida que origine um futuro salto para uma equipa de (ainda) maior prestígio.

Fonte da imagem de capa: bt.com

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.