Champions League: quinta jornada termina e não há mais espaço para erros

A quinta jornada da fase de grupos da Champions League está completa e com esta terminou a tolerância de erros. Enquanto que algumas equipas já garantiram o apuramento para os oitavos de final da prova milionária, outras deixaram as decisões finais para a derradeira ronda de jogos que irá definir as classificações definitivas de cada grupo, assim como o destino de várias turmas.

O FC Porto foi o clube que saiu mais sorridente após o fim da jornada no grupo C. Os dragões empataram a zero em casa contra o Manchester City e asseguraram a sua 16ª presença de sempre nos oitavos de final da Champions. O grande herói da noite no Estádio do Dragão foi Agustín Marchesín, que acumulou várias defesas de grande nível ao longo dos noventa minutos e impediu que o ataque da turma de Guardiola pudesse fazer estragos e impedir a festa portista, uma vez que os azuis e brancos estavam obrigados a somar um ponto para que conseguissem garantir a sua presença na próxima fase da prova. No seu grupo, resta apenas saber qual o emblema, entre Marselha e Olympiacos (gregos têm vantagem no confronto direto), irá prosseguir para a Liga Europa.

No grupo A, houve novo confronto de gigantes com o Atlético de Madrid a receber o Bayern de Munique numa partida que terminou com um empate a uma bola. A turma bávara, em virtude de já ter confirmado o primeiro lugar na jornada anterior, fez várias alterações ao seu onze e aproveitou para dar descanso à maioria dos seus habituais titulares, casos de Lewandownski, Kimmich, Neuer, Davies ou Goretzka. O Atleti, por sua vez, precisava de uma vitória para garantir a sua passagem à próxima fase e até começou a vencer na partida, com João Félix a inaugurar o marcador após um cruzamento certeiro de Marcos Llorente aos 26´. No entanto, Flick trouxe Müller ao jogo na passagem da hora de jogo e foi mesmo o avançado alemão que assumiu a cobrança de uma grande penalidade assinalada após uma falta de Felipe na sua grande área aos 86 minutos e empatou a partida, adiando as aspirações dos colchoneros para a última jornada. Desta forma, os pupilos de Diego Simeone terão necessariamente de pontuar no seu último encontro da fase de grupos (vão jogar fora com o Salzburg) para garantir a sua passagem aos oitavos. Caso percam com os austríacos, serão relegados para a Liga Europa.

Fonte da imagem: Twitter @ChampionsLeague

No grupo D, o Liverpool venceu o Ajax em Anfield e confirmou matematicamente que terminará a fase de grupos no primeiro posto. O conjunto de Diogo Jota (foi titular) venceu os holandeses por um a zero, após um tento solitário de Curtis Jones aos 58 minutos e garantiu a presença na próxima fase da competição milionária. O Ajax e a Atalanta, equipas que se encontram separadas por apenas um ponto e que se irão defrontar na última jornada, vão decidir entre si qual será o segundo apurado para os oitavos do grupo, enquanto que Midtjylland já sabe que apenas irá cumprir calendário na sexta ronda de jogos da Champions, assim como os pupilos de Klopp.

No grupo B, o Shakhtar voltou a surpreender o Real Madrid, vencendo os merengues na Ucrânia por dois a zero e subindo até ao segundo posto da classificação. Dentinho foi o jogador que iniciou a noite de pesadelo para Zidane, aproveitando uma bola perdida na área do Real para bater Courtois e inaugurar o marcador, tento ao qual se seguiu outro, por intermédio do israelita Solomon após um erro monumental do guardião belga dos blancos. A turma de Luís Castro, após o triunfo, depende apenas de si para garantir o apuramento aos oitavos de final, uma vez que tem os mesmos sete pontos da turma de Zidane e, caso vença o Inter de Milão na próxima jornada, qualificará-se para a próxima fase. Já o Real Madrid terá que vencer o líder Monchengladbach (tem oito pontos) na derradeira jornada e esperar que o conjunto da Europa de Leste não consiga fazer o mesmo para conseguir passar. O Inter, por sua vez, tem cinco pontos e ainda pode sonhar com um eventual apuramento, mas para isso, é preciso que vença o Shakhtar e que o Real perca diante dos alemães. Está portanto tudo em aberto no grupo B, com os quatro emblemas a terem todos, matematicamente, hipóteses de se qualificar para os oitavos de final.

Fonte da imagem: Twitter @HTE__Sports

No Grupo G, o Barcelona dirigiu-se ao terreno do Ferencváros e goleou os húngaros por três a zero. Aos 14 minutos, Antoine Griezmann respondeu a um cruzamento de Jordi Alba com um brilhante toque de calcanhar que apenas terminou no fundo das redes adversárias, inaugurando o marcados para os blaugrana. Seis minutos depois, foi a vez de Braithwaite festejar um golo, após o dinamarquês ter recebido um passe bem colocado de Ousmane Dembelé. Ainda antes da meia hora de jogo foi fixado o resultado que viria a ser o final da partida, com o mesmo Dembelé a converter com sucesso uma grande penalidade assinalada após uma falta de Frimpong dentro da sua grande área. Com o triunfo, o Barça de Francisco Trincão (foi titular e completou os 90 minutos) acumula 15 pontos até ao momento e mantém-se 100 por cento vitorioso nesta edição da Champions, faltando-se decidir apenas se terminará em primeiro ou em segundo lugar, decisão que se conhecerá na última jornada, após o embate culé frente à Juventus em Camp Nou.

A Juventus também saiu sorridente na sua receção ao Dínamo de Kiev, tendo vencido os ucranianos por três a zero. Federico Chiesa inaugurou o marcador aos 21´, depois de ter cabeceado de forma certeira para o fundo da baliza adversária no seguimento de um cruzamento de Alex Sandro. Na segunda parte, Cristiano Ronaldo apontou o segundo golo da partida, golo esse que foi o número 750 da sua carreira futebolística, após ter encostado um ressalto proveniente de um remate de Morata, avançado espanhol que haveria de fixar o resultado final aos 66´com um chuto rasteiro ao canto inferior direito da baliza de Bushchan. Na próxima jornada, os bianconeri vão viajar até ao estádio do Barcelona em busca de assegurar o primeiro posto, perspetivando-se um grande reencontro de Ronaldo e Messi que, em príncipio, terão finalmente a oportunidade de voltar a defrontar-se desde o último El Clasico em que ambos marcaram presença. O Dínamo de Kiev e o Ferencváros, por sua vez, somam ambos um ponto e vão disputar entre si quem prosseguirá para a Liga Europa, sendo que os ucranianos partem para o encontro em vantagem nas contas do confronto direto.

Fonte da imagem: Twitter @ChampionsLeague

No Grupo E, o Chelsea goleou de forma categórica o Sevilha por quatro a zero no Sánchez Pizjuán, após uma exibição de sonho de Olivier Giroud, que apontou um poker na partida e assegurou que os blues terminarão no primeiro posto da classificação. Apesar da pesada derrota, a turma de Julen Lopetegui sabe que já tem a passagem aos oitavos garantida, enquanto que os russos do Krasnodar confirmaram nesta jornada a sua passagem para os 16 avos de final da Liga Europa, após terem vencido o Rennes, que está completamente arredado de qualquer decisão nesta edição da prova milionária. No Grupo F, o Borussia Dortmund e a Lazio empataram a uma bola no Signal Iduna Park, após tentos de Raphaël Guerreiro e Ciro Immobile (de grande penalidade), num resultado que garantiu o apuramento do conjunto alemão para a próxima fase. A Lazio terá que somar, no mínimo, um ponto no seu próximo encontro frente ao Brugge para assegurar a sua passagem aos oitavos, enquanto que o conjunto belga está obrigado a vencer para conseguir seguir em frente na prova.

No Grupo H, houve “second round” entre o Manchester United de Bruno Fernandes e o PSG de Danilo Pereira (foram ambos titulares). Desta vez em Old Trafford, o embate entre ambas as turmas terminou com uma vitória parisiense por três a um. Neymar inaugurou o marcador logo aos seis minutos de jogo depois de ter recebido um ressalto, seguindo-se uma resposta dos red devils por intermédio de Rashford aos 32´, que beneficiou de um desvio involuntário de Danilo para repôr a igualdade na partida. Marquinhos, no segundo tempo, restabeleceu a vantagem do PSG, sendo que logo a seguir Fred viu a cartolina amarela pela segunda vez e foi expulso do campo, ficando os homens da casa desfalcados nos últimos vinte minutos de jogo. Neymar, na compensação dos noventa, ainda foi a tempo de bisar na partida após uma grande jogada individual de Rafinha, que lhe entregou o esférico depois de ter passado por vários adversários. Nas contas do grupo, a única coisa que está assegurada é que o Basaksehir apenas irá cumprir calendário na sua próxima partida, isto porque o Leipzig, o PSG e o Man. United somam todos nove pontos e irão disputar entre si quem vai seguir para os oitavos de final da Champions e quem irá prosseguir para os 16 avos da Liga Europa na última jornada da fase de grupos. Na derradeira jornada, os ingleses vão defrontar o Leipzig na Alemanha, ao passo que o PSG recebe os turcos do Basaksehir no Parque dos Príncipes (franceses necessitam apenas de um empate para se qualificar).

Fonte da imagem: Twitter @geglobo

Resta apenas mais um etapa para o fecho de todas as contas na fase de grupos da Champions League e já não há mais espaço de manobra para facilitismos. Com muito ainda para se decidir, a última jornada da fase de grupos terá lugar nos próximos dias oito e nove de dezembro, datas que serão fulcrais para as ambições de vários conjuntos que ainda se encontram na luta por um lugar nos oitavos de final da prova-rei do futebol europeu.

Outros resultados da quinta jornada:

Lokomotiv Moscovo 1 – 3 Red Bull Salzburg

Atalanta 1 – 1 Midtjylland

Marselha 2 – 1 Olympiacos

Borussia Monchengladbach 2 – 3 Inter de Milão

Istambul Basaksehir 3 – 4 Leipzig

Krasnodar 1 – 0 Rennes

Club Brugge 3 – 0 Zenit

Fonte da imagem de capa: Twitter @meurmadrid

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.