Opinião: Próximo alvo, França

O empate do Porto e as vitórias do Braga e do Benfica, garantiram a passagem das equipas às próximas fases das Competições Europeias. Os dragões na Champions, os encarnados e os guerreiros do Minho na Liga Europa. O Porto arrecadou mais 6 pontos para o ranking da UEFA, decisivo nas vagas europeias para as Competições Europeias de cada país. Com o empate os portistas arrecadaram um ponto mais cinco de bónus pela qualificação aos oitavos de final, o que dá um total de 1.2 pontos adicionais para o ranking português.

Do outro lado, as equipas do Braga e Benfica garantiram o apuramento para os 16-avos de final da Liga Europa, estando já 19 dos 32 lugares ocupados. Com esta semana em grande das equipas portuguesas, trouxeram mais dois pontos cada para o ranking, assim sendo, esta semana Portugal conseguiu fazer 10 pontos.

O que falta agora?
Falta ganhar mais e melhor, dentro daquilo que são as três equipas que representam as quinas portuguesas, há possibilidade de chegar longe, tanto na Champions com o Porto, como na Liga Europa com o Benfica e o Braga. Esta semana cheia de boas notícias para o ranking português só vieram trazer esperança e motivação para continuar a subir no ranking e abater o próximo alvo, a França! Estão longe mas não é difícil, relembremos 2016 (pode ser?), contra tudo e contra todos, Portugal também “arrumou” com os franceses, portanto nada de desmoralizar, porque são só 8.199 pontos que faltam para assumirmos o 4º lugar.

Com isto, estamos cada vez mais longe dos russos, que conseguimos passar há uns tempos atrás e não conseguiram garantir nenhum ponto esta semana, mantendo o 7º lugar com 37.882 pontos. .  Assim sendo, estamos em 6º lugar, passando a somar 45.549 pontos e a França, a próxima a ficar atrás de nós, continua em 5º lugar com 53.748 pontos.

 

Fonte da Imagem: Twitter UEFA

Emanuel Brasil

Nasci na cidade mais alta de Portugal e foi aqui que comecei a dar os primeiros toques no mundo da bola e a acompanhar os mesmos com a escrita que dá brilho ao jogo fora das quatro linhas. Com a bola de um lado e a caneta do outro, acabei por me licenciar em Ciências da Comunicação na UBI e onde tiro agora, o mestrado em jornalismo.