Curiosidades: clubes que nunca jogaram na 1ª Divisão

De todos os clubes que jogam ou já jogaram no topo do futebol português, apenas três (Sporting, Benfica e Porto) nunca desceram abaixo deste patamar. Por sua vez, são inúmeros os emblemas em Portugal que nunca atingiram a primeira divisão nacional. Ainda assim, seria de esperar que alguns deles já tivessem tido a sua oportunidade, pelo que, esta semana, falamos-lhe de 3 clubes icónicos que, surpreendentemente, nunca jogaram na primeira divisão portuguesa.

De notar que apenas foi tida em conta a Liga Portuguesa, e não o já extinto Campeonato de Portugal (entretanto convertido para a célebre Taça de Portugal).

SC Vianense

Apesar de o futebol apenas ter chegado ao clube em 1923, o Sport Clube Vianense é um dos emblemas ainda no ativo mais antigos do país. Fundado a 13 de março de 1898, os rapazes de Viana do Castelo chegaram a competir no já referido Campeonato de Portugal, a principal (e única) prova de clubes a nível nacional, entre 1921 e 1939, participando em 10 edições.

A maior parte da sua história foi dividida entre a 2ª e a 3ª divisões nacionais. Ainda assim, o clube nortenho nunca conseguiu atingir a tão ambicionada 1ª divisão, chegando mesmo a descer aos campeonatos distritais, recentemente.

De momento, os vianenses disputam a Série A do (atual) Campeonato de Portugal.

AD Camacha

Neste momento, a maioria dos leitores certamente estará a questionar: “quem?”. A verdade é que a Associação Desportiva da Camacha nunca foi particularmente conhecida, e também não se pode dizer que seja um clube histórico, tendo sido fundado apenas em agosto de 1978. Ainda assim, estes madeirenses carregam um simbolismo que mais nenhum emblema do país pode ostentar, não pelo clube em si, mas pela terra que representam.

O clube está situado na freguesia da Camacha. E o que tem esta freguesia de tão especial, perguntam? Pois bem, a Camacha é nem mais nem menos que a localidade onde pela primeira vez se jogou futebol em Portugal. Não deixa, por isso, de ser irónico o facto de esta freguesia ter sido das últimas a ter direito a um clube desportivo, mas o mesmo lá acabou por surgir.

Desportivamente falando, o Camacha também nunca foi dos mais bem sucedidos, habitando, sobretudo, na 3ª Divisão, patamar que hoje mesmo ocupa e acima do qual nunca chegou.

Lusitânia de Lourosa FC

Viajamos, por fim, para Sta. Maria da Feira, a casa do velho conhecido Feirense, mas também de um outro emblema que já por várias vezes deu nas vistas, sobretudo graças aos seus adeptos. Falamos do Lusitânia de Lourosa Futebol Clube.

Natural da freguesia de Lourosa, o clube é descrito por muitos como um emblema “bairrista”. Conta com pouco mais de 10 000 habitantes, mas não poucas vezes o Lourosa consegue atrair vários milhares de adeptos ao seu estádio. Em jogos contra a União de Lamas (o principal rival), as assistências chegam a atingir números perto dos 9000 espectadores, e os jogos em casa, por norma, têm sempre as bancadas bastante bem compostas.

São números de fazer inveja a vários emblemas da Liga NOS. Mais incríveis se tornam quando vemos que, em quase 100 anos de existência, o Lourosa nunca foi além da 2ª Divisão (que, de resto, apenas atingiu por 14 ocasiões), passando a maioria o seu tempo no terceiro escalão.

 

Imagem: Associação Desportiva da Camacha (Facebook)

Duarte Rosa

"Alfacinha" de gema, sportinguista de coração. Desde o clube à seleção nacional, o amor pela bola está presente desde cedo. A licenciar-se em Ciências da Comunicação, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, esta paixão pela escrita e pelo futebol forma uma dupla interessante, que espera vir a agradar aos seus leitores.