Sp. Braga bate Benfica e segue para a final da Taça da Liga

O Sp. Braga defrontou e venceu o Benfica esta quarta feira no Estádio Dr. Magalhães Pessoa por 2-1 num jogo marcado por várias ausências de peso no plantel das Águias devido a um surto de Covid-19.

Para jogo, Carlos Carvalhal decidiu apostar em Matheus, Esgaio, Tormena, David Carmo, Sequeira, Fransérgio, André Castro, Ali Elmusrati, Galeno, Abel Ruíz e Ricardo Horta. Não pôde contar com Rui Fonte e Francisco Moura devido a lesão.

Já Jorge Jesus levou a jogo Hélton Leite, Cervi, Todibo, Jardel, João Ferreira, Weigl, Pizzi, Taarabt, Rafa, Darwin e Seferovic. Como anteriormente referido, o técnico português teve como baixas Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves, Waldschmidt, Nuno Tavares e Otamendi, todos infetados com Covid-19.

Numa primeira parte bastante disputada, foi o Braga que inaugurou o marcador à passagem do minuto 28 por intermédio de Abel Ruíz. Após um cruzamento de Ricardo Horta a partir do corredor esquerdo, o avançado espanhol cabeceou certeiramente para o fundo da baliza guardada por Hélton Leite. O Benfica iria responder já no final da primeira metade de jogo, depois de um penalti assinalado sobre Darwin por um empurrão de David Carmo. Pizzi a assumir e a enganar Matheus ao rematar para o lado esquerdo da baliza do guarda-redes brasileiro, reestabelecendo a igualdade no marcador.

A segunda parte trouxe um jogo mais ativo, porém, só com mais um golo. Num alívio incompleto por parte de Hélton Leite, Ricardo Horta a recuperar o esférico e a encontrar Tormena no coração da área, que, de forma exímia, cabeceia a bola para o lado esquerdo da baliza dos encarnados, dando a vantagem aos Minhotos no minuto 59. O resultado não viria a sofrer qualquer alteração, permitindo assim ao Braga marcar encontro na final da Taça da Liga.

O jogo para decidir quem levanta o troféu está marcado para sábado às 19:45 entre Sporting e Braga, prometendo ser um jogo escaldante.

Fonte da imagem de destaque: Twitter oficial do Sporting Clube de Braga