10 factos provavelmente desconhece sobre o desporto-rei

Nas curiosidades desta semana, fique com 10 factos do desporto rei que você muito provavelmente nunca ouviu falar.

  1. O Everton é a equipa com mais derrotas e com mais empates na história do primeiro escalão do futebol inglês.
  2. No passado dia 21 do mês de Janeiro, o guarda-redes Juan Ramírez do Cornella, tornou-se no primeiro guarda-redes da história a defender dois penaltis (em tempo regulamentar) no mesmo jogo frente ao FC Barcelona.
  3. De todas as seleções pertencentes à CONMEBOL (Confederação Sul-Americana de Futebol), só a Venezuela nunca se conseguiu qualificar para um Mundial.
  4. Buenos Aires é a cidade do mundo com mais estádios de futebol, contabilizando um total de trinta e seis estádios.
  5. O clube holandês NAC Breda é o clube de futebol profissional com o maior nome do mundo (Nooit Opgeven Altijd Doorzetten Aangenaam Door Vermaak En Nuttig Door Ontspanning Combinatie Breda).
  6. A final da Taça do Rei (Copa del Rey) de 1980 pôs frente a frente o Real Madrid contra … o Real Madrid B. No jogo decisivo, a equipa principal ganhou às reservas (como era esperado) por seis bolas a uma.
  7. O defesa direito brasileiro Cafu é o único jogador da história do futebol a disputar três finais do Campeonato do Mundo consecutivamente. (1994/1998/2002)
  8. A Taça da França (Coupe de France) é atualmente a competição com mais equipas a participar, conta com mais de seis mil e quinhentas formações a disputar o troféu.
  9. A Génova tem mais campeonatos italianos que a Roma, a Lazio e o Napoli juntos. São nove campeonatos contra sete.
  10. Caso algum jogador comece a jogar futebol profissional aos 18 anos e, durante 15 anos, marque 50 golos por temporada, mesmo assim ainda vai ter menos golos que Cristiano Ronaldo. Seriam 750 golos contra os 760 do astro português, que só demonstram a quantidade assustadora de golos já marcados por CR7.Fonte das imagens: Sapo Desporto e One Football.

Alexandre Ribeiro

Nascido e criado na ilha Terceira, nascido e criado para o futebol. Desde cedo aprendi, vivi e vibrei com o desporto rei. A licenciar-me em Ciências da Comunicação na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Com o futebol e a escrita espero proporcionar um espectáculo fora das 4 linhas para todos aqueles que partilhem o gosto pela bola e pelos seus artistas.