Benfica bate B SAD e está nas meias-finais da Taça de Portugal

Encarnados venceram dérbi lisboeta por 3-0 com golos de Darwin, Rafa e Cervi e estão na próxima fase da prova-rainha.

A partida dos quartos de final da Taça de Portugal entre SL Benfica, que não vencia há três jogos, e B SAD, moralizado após vitória caseira frente ao Tondela, teve o seu apito inicial às 21:15 desta quinta-feira, no Estádio da Luz.

Os eleitos de Jorge Jesus foram Svilar na baliza, Grimaldo, Vertonghen, Jardel e Gilberto no quarteto defensivo, Gabriel e Taarabt no centro do terreno, Rafa e Cervi nas alas e Darwin e Waldschmidt no ataque.

Do outro lado, Petit apostou em André Moreira entre os postes, Tomás Ribeiro, Henrique e Gonçalo Silva no setor mais recuado, Rúben Lima e Tiago Esgaio nos corredores, Sithole e Afonso Taira no miolo e Silvestre Varela, Cassierra e Miguel Cardoso no tridente ofensivo.

O primeiro remate do jogo surgiu já depois do décimo minuto e pertenceu aos visitantes. Cassierra recebeu o esférico ainda antes do meio-campo e subiu sozinho pelo terreno até à área adversária, onde disparou para Svilar agarrar a dois tempos.

Pouco depois, Darwin respondeu através de um lance muito semelhante, já que percorreu longos metros individualmente antes de finalizar para defesa apertada de André Moreira.

No minuto 32, os encarnados adiantaram-se no marcador através de um lance caricato. O guardião português, numa jogada que parecia estar controlada, saiu para recolher a bola mas acabou por enviá-la para Gonçalo Silva que, involuntariamente, a deixou à mercê de Darwin, que só teve de encostar.

Quatro minutos depois, após ter deixado um aviso num remate desviado por cima, Rafa aumentou a vantagem das águias. Na cobrança de um canto, Grimaldo cruzou largo para Jardel, que colocou na pequena área, onde o extremo português fez as redes abanar.

Esta acabou por ser a última chance de uma primeira parte muito pobre em termos de jogadas de perigo e na qual os anfitriões foram superiores e merecedores da vantagem ao intervalo.

Já na segunda metade, a situação piorou ainda mais, ou seja, houve menos ameaças às balizas, embora o Benfica tenha mantido o domínio e feito mais ataques que a B SAD.

Aos 71 minutos, Cervi fechou as contas do encontro. Rafa driblou até ao semicírculo antes de, com um belo passe a rasgar, servir o argentino, que picou a bola por cima do guarda-redes e para o fundo da baliza.

Até ao final do encontro, Chiquinho, (entrou para o lugar de Taarabt) aproveitando as sobras de um ataque, só não fez o quarto tento da noite porque Tomás Ribeiro limpou em cima da linha de golo.

Em suma, foi uma vitória justa das águias, já que estiveram sempre por cima, mas o resultado é enganador, dado que estas não fizeram uma grande exibição, limitando-se a aproveitar as poucas ocasiões criadas e a beneficiar de um erro adversário.

 

Fonte da Imagem: Twitter @SLBenfica

Simão Vitorino

Nasci e cresci em Vila Franca de Xira e estou atualmente a tirar uma licenciatura em Ciências da Comunicação na faculdade NOVA FCSH com o objetivo de me tornar jornalista desportivo no futuro, profissão que une duas grandes paixões minhas - o futebol e a escrita.