Árbitro inglês pede escusa da Taça e da Liga após ameaças de morte

Mike Dean, árbitro inglês de 52 anos, pediu dispensa dos jogos da próxima semana para a FA Cup e para a Premier League. As ameaças chegam após um jogo entre West Ham e Fulham, em que o juíz expulsou Tomás Soucek, jogador dos hammers, por alegada agressão a Mitrovic.

A Comissão Independente da Premier League anulou recentemente dois cartões vermelhos mostrados por Mike Dean. O primeiro remonta à expulsão de Bednarek na derrota do Southampton por 9-0 frente ao Manchester United, em que o árbitro considerou que o central teria feito falta a Martial dentro de área quando o avançado francês ia isolado para a baliza. Já o segundo é o caso de Tomás Soucek, que afirma que a cotovelada em Mitrovic não foi intencional.

Apesar da expulsão, Soucek veio a público defender Mike Dean. O médio checo afirmou que “as decisões tomadas no relvado devem permanecer aí”, enviando o seu apoio a “Mike Dean e à sua família” na sua conta oficial de Twitter.

Este caso não é único na Liga Inglesa, uma vez que os seus participantes têm recebido ameaças e perseguições nas redes sociais. O caso mais flagrante do momento é o de Axel Tuanzebe, que em 10 dias foi vítima de comentários racistas por duas ocasiões distintas nas suas redes sociais.

 

Fonte da imagem: Twitter de Tomás Soucek – @tomassoucek28