Curiosidades: a caricata história de Ali Dia

A Premier League é indubitavelmente uma das melhores ligas do mundo e o destino de sonho de muitos futebolistas. Ali Dia não era exceção e no dia 23 de novembro de 1996 cumpriu esse sonho e jogou cerca de 53 minutos no principal escalão do futebol inglês. Qual o único problema nesta história? O senegalês era um jogador amador.

A história começou com um telefonema de um homem a Graeme Souness, técnico do Southampton. Fazendo passar-se por George Weah, o ponta de lança liberiano eleito melhor jogador do mundo em 1995, um colega de universidade de Ali Dia convenceu o treinador dos Saints a contratar um jogador de 22 anos, alegadamente primo de Weah. Segundo a chamada Ali Dia jogaria na 2ª divisão da Alemanha e já tinha marcado 2 golos pela seleção do Senegal.

A lidar com uma série de lesões, o Southampton aproveitou a oportunidade e ofereceu a Dia um contrato de 30 dias. Souness, iludido pelo telefonema, disse na apresentação do jogador “Ele (Ali Dia) jogou com Weah no PSG e estava na segunda divisão alemã.”. No entanto, a história era mentira visto que Ali Dia tinha 31 anos (e não 22), não tinha qualquer relação de parentesco com George Weah e apenas acumulava passagens falhadas nas divisões amadoras de Inglaterra e França.

Nos treinos o jogador mostrava a falta de nível para jogar num dos maiores palcos do mundo, e só se destacava pela negativa. No entanto, o impensável viria mesmo a acontecer numa história no mínimo muito bizarra.

Ali Dia foi convocado para um jogo da equipa de reservas do Southampton contra o Arsenal. Porém, devido ao mau tempo, o campo alagou e o jogo foi cancelado. Assim, o atacante foi convocado para o jogo contra o Leeds a contar para a Premier League, ficando no banco de suplentes.

Aos 32 minutos Matt Le Tissier lesionou-se e pediu para ser substituído. Souness decidiu então colocar Ali Dia, o número 33, em campo. O jogo do senegalês foi muito mau e acabaria por ser substituído aos 85 minutos. Le Tissier num documentário referiu-se a este insólito acontecimento com as seguintes palavras: “Aquilo foi inacreditável. Ele parecia o Bambi a correr no gelo. Foi extremamente vergonhoso de assistir. Foi uma situação bastante bizarra”. O Southampton acabaria por perder o jogo por 2-0, mas Ali Dia eternizou o seu nome na história da Premier League.

A verdade acabou por vir ao de cima e Ali Dia saiu do Southampton duas semanas após o jogo com o Leeds. Na época seguinte encerrou a carreira após uma temporada no Gateshead, um clube semi-amador, onde realizou 8 jogos e 2 dias.

O jogador por várias vezes criticou a imprensa britânica que o tratava como “um impostor”, argumentando que tinha jogado no PSG, que tinha qualidades técnicas e que o Southampton sabia disso.

Golpe de sorte, aldrabice ou engenho, o que é certo é que o jogador esteve dentro de campo e jogou o jogo, naquela que é uma das histórias mais caricatas no mundo do futebol

 

Fonte da imagem de capa: Twitter @classicshirts