Marco Rose será o treinador do Borussia Dortmund já na próxima temporada

O Borussia Monchengladbach anunciou a saída do treinador Marco Rose, que a partir da próxima época orientará o Borussia Dortmund.

Max Erbel, diretor desportivo do clube alemão, confirmou no Twitter as notícias já avançadas pela comunicação social alemã: “Tivemos várias conversas nas últimas semanas para discutir o futuro do Marco. Infelizmente, ele optou por acionar uma cláusula no contrato e sair neste verão. Até lá, vamos trabalhar juntos para atingir os nossos objetivos na Bundesliga, na Taça e na Europa”.

O treinador alemão de 44 anos, considerado um dos mais promissores do país, substituirá assim Edin Terzic, que assumiu de forma interina o comando do Borussia Dortmund, no final da época 2020/2021. A cumprir a segunda época no Gladbach, Marco Rose vê assim a possibilidade de orientar um clube com maior possibilidade de investimento, mas também com maiores aspirações tanto a nível nacional como a nível europeu.

A nível tático o treinador alemão já se mostrou bastante versátil. No RB Salzburgo apresentava geralmente um 4-4-2, com o meio campo em forma de diamante, e desde que chegou ao Borussia Monchengladbach tem apostado preferencialmente num 4-2-3-1, dando liberdade aos laterais para subir e adotando um modelo de pressão alta e de transições rápidas. Marco Rose é também um treinador que aposta bastante em jovens jogadores. No Borussia Dortmund encontrará um clube com a mesma política e, a menos que sejam vendidos, poderá tirar o máximo de jovens como Haaland, Sancho, Reyna, Bellingham ou Moukoko.

Nesta época Marco Rose levou o Gladbach aos oitavos de final da Liga dos Campeões e, após passar em 2º lugar num grupo com Real Madrid, Shakhtar e Inter de Milão, defrontará o Manchester City. No campeonato alemão o Borussia Monchengadbach ocupa a 7ª colocação com 33 pontos e em igualdade pontual com o Borussia Dortmund, próximo clube do treinador alemão. É, portanto, previsível uma disputa entre o cube atual e o futuro por um lugar nas competições europeias na próxima temporada.

Jesse Marsch, do RB Salzburgo, Adi Hutter do Eintracht Frankfurt e Florian Kohfeldt do Werder Bremen são os principais nomes apontados para substituir Marco Rose no comando do Borussia Monchengladbach.

 

Fonte da imagem de capa: Twitter @TiroDiCanto