Crónica: Marítimo vs FC Porto – margem mínima mantém os dragões na corrida

Na vigésima jornada da Liga NOS o conjunto azul e branco ganhou por 1-2 aos insulares numa partida que, ao contrário do que pode parecer, podia ter caído para qualquer lado.

Naquele que foi o jogo 200 de Sérgio Conceição no comando dos dragões o FC Porto apresentou-se como claro candidato a vencer desde o ínicio do jogo, mantendo sempre a bola próxima e procurando por espaços vazios nas linhas apertadas da equipa de Milton Mendes, enquanto que esta procurava criar perigo nas transições ofensivas.

Ainda assim, os dragões marcaram primeiro aos 14 minutos por Uribe. Num livre à entrada da área madeirense a bola vai parar aos pés de Taremi que dá ao lado para o colombiano fuziliar a baliza insular dando assim vantagem ao FC Porto.

Mas essa liderança não durou muito. Pouco depois, no seguimento de um canto aos 18 minutos, Leo Andrade restabeleceu a igualdade num lance que o VAR analisou por possível fora-de-jogo mas que no final das contas foi dado o golo à equipa de Milton Mendes.

Ainda antes do final do primeiro tempo, aos 35 minutos Taremi conseguiu ainda pregar um susto à baliza madeirense onde valeram os bons reflexos de Amir Abedzadeh, levando assim o intervalo para a segunda parte.

Naqueles que foram mais 45 minutos de Porto com a bola nos pés o empate parecia ser o mais provável, uma vez que apesar de dominar na posse de bola, a ofensiva do Porto não criava grande perigo à baliza de Amir.

Apartir de um contra ataque ao minuto 84 o Marítimo criou aquela que tinha sido a jogada mais perigosa da segunda parte, com uma boa defesa de Marchesín ao remate de Ali Alipour. Mas a ofensiva madeirense não parou e no lance seguinte mandou uma bola ao poste seguida por uma defesa de instinto de Marchesín, que se recusava a ser batido pela segunda vez.

E ao cair do pano Francisco Conceição, que substituiu Marega ao minuto 66, foi derrubado dentro de área por Rúben Macedo. Otávio bateu para o lado esquerdo e conseguiu enganar o guarda redes iraniano, fazendo assim o 1-2 e dando a vitória a Sérgio Conceição no seu jogo 200, permitindo ao FC Porto continuar na corrida pelo campeonato e fugir ao Benfica que tropeçou em Faro.

Fonta da imagem: twitter.com/FCPorto