Arsenal vira o jogo e elimina o Benfica da Liga Europa

Hoje realizou-se a segunda mão dos 16avos de final da Liga Europa entre Arsenal e Benfica, depois do empate a uma bola na primeira mão. O jogo realizou-se no estádio Karaiskákis, localizado nos arredores de Atenas e pertencente ao Olympiacos.

Onze do Arsenal: Leno; Bellerín, David Luiz, Gabriel e Tierney; Saka, Ceballos, Xhaka e Odegaard; Smith Rowe e Aubameyang

Onze do Benfica: Helton Leite; Lucas Veríssimo, Otamendi e Vertonghen; Diogo Gonçalves, Pizzi, Weigl, Taarabt e Grimaldo; Rafa e Seferovic

A partida começou com algumas iniciativas de ambos os lados, tendo o Benfica desfrutado de boas investidas, pecando depois na finalização. Ora, o Arsenal, menos perigosos que os encarnados, iria mesmo adiantar-se no marcador ao minuto 21. Aubameyang aproveitou um grande passe de Saka e, um a um com Helton Leite, definiu com classe fazendo um chapéu ao guarda-redes dos encarnados. Depois de sofrer o golo foi notório o crescimento dos londrinos no jogo. Mas seria mesmo o Benfica a colocar o jogo novamente empatado, aos 43 minutos, depois de um magnífico livre de Diogo Gonçalves ao canto superior esquerdo da baliza de Leno (que não teve qualquer hipótese de defesa). A partida ia para o intervalo com um resultado de 1-1 no marcador.

Já na segunda parte, Aubameyang voltaria a introduzir a bola na baliza de Helton Leite depois de uma desmarcação, mas o lance foi anulado por fora-de-jogo. O jogo mostrou-se dividido no início da segunda parte, virando mais para o lado dos ingleses até ao segundo golo do Benfica. Helton Leite pontapeou longo para o meio-campo do Arsenal e Ceballos, numa tentativa de atraso de cabeça para Leno, isolou Rafa, que tirou o guardião alemão da frente e pôs o Benfica na frente da eliminatória. Estava feito o 2-1 aos 61 minutos e os ingleses precisavam de dois golos para passar à próxima fase.

Dito isto, o Arsenal iria empatar novamente a partida, por intermédio de Tierney, reagindo da melhor forma possível ao golo sofrido. Willian, da ala esquerda, cruzou rasteiro para Tierney que já dentro da área finalizou de forma exemplar com um remate rasteiro ao canto inferior direito. 2-2 aos 67 minutos.

Aos 87 minutos, o Arsenal iria mesmo passar para a frente da eliminatória. Mais uma vez uma assistência de Saka, mais um golo de Aubameyang. Um cruzamento teleguiado do jovem inglês encontrou o ponta de lança ao segundo poste, onde só teve de encostar de cabeça. Estava feito o 3-2, e este seria o resultado final.

O Arsenal eliminou o Benfica já ao cair do pano e os maus resultados das águias continuam. A equipa orientada por Jorge Jesus fez um jogo relativamente positivo, mas foram erros dispersos, más substituições e decisões erradas em certos momentos que ditaram a eliminação. O Arsenal mostrou garra e vontade de mudar a eliminatória, e foi isso que fez. Uma boa reação ao golo de Rafa fomentou a reviravolta e os londrinos carimbaram, assim, uma passagem aos oitavos de final da Liga Europa.

 

Fonte da imagem de capa: Zerozero.pt