Klopp culpa as lesões pela temporada amarga do Liverpool

Jürgen Klopp abordou hoje a temporada aquém das expetativas que o Liverpool, atual sexto classificado da Premier League, tem protagonizado. O treinador do atual campeão nacional não teve dúvidas em apontar ao dedo à razão que considera ser aquela que ditou o afastamento precoce dos reds das contas do título: as recorrentes lesões no seu setor defensivo.

O Liverpool está a 22 pontos de distância do líder Manchester City, estando ainda atualmente fora do top-4 que dá acesso à Champions League. O alemão, em explicações sobre o que correu mal na atual temporada dos reds, começou por exaltar a dificuldade da Premier League. “Sabíamos que éramos bons, mas isso não significava que íamos ganhar, mas sim aumenta a responsabilidade. Continuamos a ter uma boa equipa, mas aconteceram-nos tantas coisas… Se queres ganhar a Premier League tens de fazer uma época quase perfeita”, assumiu.

Com o peso de campeão em título, o técnico alemão continuou a análise até chegar ao fator que considera ter sido o que ditou o início da decadência dos resultados da sua equipa. “Começámos bem a época, estivemos durante muito tempo lá em cima, a marcar golos. Mas logo ficou claro que os problemas que tivemos teriam influência e a maioria deles relacionaram-se com as lesões. A defesa é muito importante para a estabilidade da equipa. Podem dizer que é uma desculpa, mas, para ser honesto, não me interessa. Não usamos isso como desculpa, mas, se me fazem a pergunta, essa é a explicação porque as coisas mudaram”, admitiu Klopp, acrescentando que, em 20 anos de carreira, esta temporada foi a primeira em que teve de “mudar a defesa a cada semana”.

Jürgen Klopp refere, no entanto, que lidar com uma experiência assim contribuiu bastante para a sua evolução enquanto treinador. “Treinamos durante a semana, nos poucos dias que tivemos, com um onze específico, mas na véspera, da noite para o dia, tivemos de alterá-lo todo. Sou um treinador melhor esta temporada, porque antes não tinha de pensar nestas coisas e agora tenho de pensar nisto constantemente”, considerou, assegurando ainda que a época está longe de estar terminada.

“Veremos como acaba a temporada. Sabemos que ainda estamos na Champions e que há algumas coisas por fazer. Mas também sabemos, aprendemos isso esta temporada, que não podemos dar nada por garantido”, concluiu.

Fonte da imagem de capa: Twitter @LFCBrasil

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.