Sporting continua à espera das verbas por Shikabala e André

Shikabala e André continuam a ser dores de cabeça para o reino de Alvalade, mesmo após terem passado vários anos desde as suas saídas. O Sporting continua a aguardar que o Zamalek e o Sport Recife procedam ao pagamento das verbas relativas à transferência dos dois jogadores, com a FIFA a ser obrigada a intervir.

Shikabala abandonou os quadros do Sporting rumo aos egípcios do Zamalek na temporada 2015/16 a troco de 650 mil euros, dinheiro que nunca chegou a ser transferido para Alvalade. A FIFA já tomou conhecimento do incumprimento do clube africano e decretou um acréscimo de 150 mil euros a ser pago aos leões junto da verba inicial pelo extremo, num pagamento total de 800 mil euros que deverá ser efetuado até ao dia 25 de março. Caso o Zamalek desobedeça ao castigo, a quantia a pagar por Shikabala ascende até 1,6 milhões de euros, o dobro da atual e serão ainda retirados seis pontos ao clube na secretaria.

Quanto ao avançado brasileiro André, que abandonou o Sporting em 2017 rumo ao Sport Recife, os números em causa são 907 mil euros que o emblema brasileiro nunca chegou a pagar aos leões, que acabaram por comunicar o sucedido à FIFA. O organismo que supervisiona o futebol mundial decretou uma proibição do Sport inscrever jogadores até que a situação que envolve André seja resolvida.

Manuel Veloso, vice-presidente do emblema brasileiro, revelou recentemente que já foram encetados contatos com vista ao pagamento de 500 mil euros da transferência, mas que o Sporting não se mostrou recetivo a tal. “Quisemos pagar um sinal, mas eles não estão a aceitar o negócio”, assumiu.

Fonte da imagem de capa: africanfootball.com

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.