Pedro Mendes não desiste do sonho: “Quero voltar a vestir a camisola de Portugal”

Pedro Mendes representa o Montpellier há quatro temporadas, sendo um habitual titular dentro das escolhas da turma francesa, atual sétima classificada da Ligue 1. O central assumiu hoje, em entrevista, que não pretende retirar-se com apenas a única internacionalização por Portugal que conta no seu currículo, apesar de admitir que isso é um objetivo difícil de concretizar.

O central de 30 anos foi hoje entrevistado pelo jornal ABola, com vários tópicos a surgirem dentro da conversa. Um dos quais foi se o jogador ainda acredita que voltará a ser chamado para a seleção das Quinas, três anos depois da única vez em que isso sucedeu. “Claro que sim. É o objetivo de qualquer jogador e eu não fujo à regra. Quero voltar a vestir a camisola de Portugal e vou continuar a trabalhar para isso. Tenho de ser titular no meu clube, jogar bem, e mesmo assim não depende só de mim.”, admitiu o defesa, justificando que o sistema em que o seu clube atua complica a sua chamada, devido a diferir daquele que é usado por Fernando Santos.

“Depende do selecionador e do que procura para o sistema que utiliza. No Montpellier jogamos com três centrais e isso pode não ajudar, já que a Seleção utiliza apenas dois. Depende de outras coisas que não são da minha responsabilidade. Vou fazer tudo o que esteja ao meu alcance, depois logo se verá”, garantiu o jogador.

Pedro Mendes abordou ainda os objetivos coletivos da sua equipa na presente temporada, revelando que o Montpellier não descarta a possibilidade de conseguir qualificar-se para as competições europeias. “A nível de clube nada foi definido, queremos chegar o mais alto possível na classificação, visar os lugares europeus, mas ainda faltam alguns jogos e estão várias equipas à caça pelo sexto lugar”, considerou.

Quanto a um possível retorno a Portugal no seu horizonte, o central ex-Sporting não descartou a ideia mas, para já, garantiu que apenas está focado na turma francesa. “Depende de muita coisa, sinceramente não sei. Não lhe posso mesmo dizer nada, é um tiro no escuro. Neste momento nada há de concreto, nem tão pouco conversações com outros clubes. E como estou bem no Montpellier não pedi grande esforço a quem gere a minha carreira para que procure uma alternativa”, revelou.

Fonte da imagem: Twitter @U_Desporto

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.