Sporting vence Santa Clara ao cair do pano com Coates novamente como herói

Com esta vitória por 2-1, Sporting de 2020/2021 tornou-se assim recordista do próprio clube ao permanecer invicto por 22 jogos na Liga.

O Sporting recebeu hoje o Santa Clara a contar para a 22ª jornada da Liga NOS, com o intuito de voltar às vitórias depois do empate a zero frente ao FC Porto. O Santa Clara entrou para este jogo depois da vitória caseira por 3-0 frente ao Paços de Ferreira, com o sexto lugar do Vitória de Guimarães no horizonte.
A maior baixa para os homens de Rúben Amorim era Pedro Porro. O lateral direito, lesionado, foi rendido por Matheus Nunes. Por opção, Tabata substituiu Nuno Santos no onze titular, enquanto que Tiago Tomás manteve a titularidade face à indisponibilidade de Paulinho.

A primeira parte foi escassa em verdadeiras oportunidades de perigo, apesar da pressão alta por parte da turma de Daniel Ramos sobre os leões e da capacidade do Sporting de sair a jogar em posse.
O maior destaque do primeiro tempo foi o golo. Aos 22 minutos, após uma recuperação de bola do Sporting no meio campo adversário, Bruno Tabata, com um passe de destacar, serviu Pedro Gonçalves que, com um remate cruzado à malha lateral, não deu hipóteses a Marco Pereira. Pote, como é conhecido, fez assim o seu 15º golo nesta edição do campeonato português.
Ainda na primeira parte, Daniel Ramos foi obrigado a uma substituição forçada. Crysan saiu lesionado aos 30 minutos e foi rendido por Rui Costa.

No segundo tempo, o jogo manteve-se muito disputado a meio-campo, com ambas as equipas a fecharem bem as suas balizas.
Apesar do Santa Clara ter mais remates, até aos 80 minutos a maior oportunidade de perigo foi do Sporting, quando Nuno Santos com um cruzamento-remate obrigou Marco a uma defesa para canto.

Num jogo tão pouco chegado às balizas, era imprevisível a transformação dos últimos quinze minutos de jogo. A pressão do Santa Clara deu frutos e, após cruzamento e ressalto em Feddal, Rui Costa atirou para o fundo das redes de Adán, colocando o resultado no 1-1.
A partir desse momento, o Sporting colocou uma postura totalmente ofensiva, com Coates a jogar como ponta-de-lança para o “chuveirinho” no assalto à baliza açoriana. O árbitro Manuel Oliveira deu quatro minutos de compensação e, aos 94, um cruzamento de Nuno Santos pela esquerda acabou nos pés de João Mário. O médio português cruzou tenso para a boca da baliza, onde Sebastián Coates voltou a elevar-se como herói verde e branco, encostando de cabeça para o 2-1 final.

Neste jogo que, até aos instantes finais, foi pouco emocionante, destaca-se Coates como melhor em campo. Para além do golo marcado, o jogo foi marcado por investidas de parte a parte que foram em várias vezes paradas pelas defensivas, com o central a ser de extrema importância a liderar a defesa leonina.
Do lado do Santa Clara, o destaque individual é, pela mesma razão Fábio Cardoso, que teve mais uma exibição de grande nível. Ainda assim, é de ressalvar a exibição coletiva do conjunto de Daniel Ramos. Apesar de virem jogar a casa do líder do campeonato, recusaram-se a deixar que o Sporting jogasse como quisesse e pressionaram alto, querendo também assumir a iniciativa do jogo.

Depois deste resultado, o Sporting espera pelas exibições de Porto, Benfica e Sporting de Braga, que jogam amanhã, domingo e segunda-feira, respetivamente, com a certeza que acabam esta jornada com pelo menos nove pontos de vantagem para os bracarenses.
O Santa Clara fica assim com o sétimo lugar em risco, pois, em caso de vitória nesta jornada, o Moreirense, oitavo classificado, pode ficar com mais um ponto do que os açorianos.

 

Fonte da imagem: Twitter da Liga Portuguesa de Futebol Profissional – @LigaPortugal