Lesão de Samaris abre discussão sobre o futuro do grego na Luz

Samaris foi operado ontem em Madrid para debelar uma inflamação no tendão de Aquiles e já é certa a sua ausência no que resta da temporada. Incerta é, no entanto, a presença do jogador no plantel do Benfica na temporada que se avizinha.

Foi precoce o fim da temporada para Andreas Samaris. Com apenas 269 minutos de jogo em toda a temporada, o médio encarnado foi ontem submetido com sucesso a uma intervenção cirúrgica no tendão de Aquiles, um problema que vem limitando Samaris já desde 2019/2020.

O camisola 22 das águias já reagiu, destacando que será mais um adepto a apoiar a equipa fora do campo e dando garantias de que regressará mais forte: ” (…) com a nossa equipa, os meus colegas e vocês, adeptos incansáveis ao meu lado vou superar. Sei que vou voltar melhor do que nunca (…) Durante os próximos meses, fora do campo, serei sempre mais um. Fiel, a lutar e a adorar o nosso manto sagrado. Vamos todos apoiar juntos este clube que tanto gostamos.”.

A recuperação tem um período estimado de três meses e impedirá o jogador de jogar esta época e de ser convocado para o Europeu. O início da próxima época está também em risco, bem como o seu futuro no clube encarnado. A concorrência forte de Weigl, Gabriel e Florentino, que regressará de empréstimo e o elevado salário do grego são alguns dos fatores que farão o clube encarnado analisar a continuidade de Samaris no plantel encarnado.

Fonte da imagem de capa: @Benficastuff