Portugal entre as oito seleções apuradas para a fase final do Euro sub-21

Países Baixos, Alemanha, Espanha, Itália, Dinamarca, França, Portugal e Croácia jogarão no fim de maio e início de junho a fase final do Europeu sub-21.

O grupo A foi pautado pelo equilíbrio entre os três primeiros classificados que acabaram todos com cinco pontos: Países Baixos e Alemanha apuraram-se enquanto a Roménia ficou de fora. A Hungria, país anfitrião, acabou por sair derrotada em todos os jogos, terminando com zero pontos. Já os jogos entre as restantes seleções terminaram todos empatados, pelo que o critério de desempate foi a diferença de golos e, para esta diferença, o jogo contra a Hungria foi determinante: a Holanda venceu 6-1 e por isso foi a 1ª classificada; a Alemanha, na jornada inaugural derrotou os húngaros por 3-0; já a Roménia venceu por apenas um golo (2-1) e, fruto da menor diferença de golos, ficou de fora dos quartos de final.

No grupo B a diferença – em termos pontuais e exibicionais – entre apurados e não apurados foi maior. Enquanto Espanha e Itália passaram aos quartos de final, a República Checa e a Eslovénia – o outro país anfitrião – terão de assistir à fase final pela televisão. Com sete pontos a seleção espanhola fez valer a sua qualidade exibicional e a capacidade para gerir o jogo e construir desde trás para garantir o apuramento. Já a seleção italiana, que Portugal enfrentará nos quartos de final, ficou na segunda posição fruto de uma vitória (contra a Eslovénia) e dois empates. Em termos exibicionais, é uma equipa bastante coesa defensivamente e agressiva na procura pela bola – por vezes demasiado agressiva como comprovam os cinco cartões vermelhos em apenas três jogos. Já a República Checa e a Eslovénia apesar de alguns destaques individuais foram claramente as seleções menos fortes deste grupo.

Apesar de partir como favorita, devido à qualidade individual de diversos jogadores, a seleção francesa só se apurou em 2ºlugar, ficando atrás de uma das surpresas do torneio: a Dinamarca. A seleção nórdica venceu todos os jogos e não sofreu golos em nenhum, conquistando assim o 1º lugar do grupo C. A França, apesar do deslize na jornada inaugural conseguiu os seis pontos em dois jogos bastante tranquilos. Já a Rússia, que gerou expectativas após uma goleada contra a Islândia, acabou por não conseguir a passagem aos quartos de final. A Islândia terminou no último lugar do grupo e, tal como a Hungria, também não conseguiu pontuar.

Por fim, no último grupo – o Grupo D – Portugal foi a seleção em destaque. Tal como a seleção dinamarquesa, a seleção portuguesa também alcançou o pleno de vitórias e ficou com a baliza inviolável em todos os jogos da fase de grupos. As exibições foram também bastante positivas, controlando o adversário e ditando o ritmo do jogo na maioria dos momentos. A luta pelo 2º lugar foi bastante acesa já que Croácia, Inglaterra e Suíça ficaram com três pontos. Através dos critérios de desempate foi possível encontrar a seleção que acompanhará a equipa das quinas nos quartos de final: a Croácia. Graças a um golo nos descontos (derrota por 2-1 contra Inglaterra), e à vitória contra a Suíça (num jogo bastante aberto em que após estar a vencer por 3-0 sofreu dois golos e chegou a estar ameaçada), a equipa croata conseguiu o tão desejado apuramento.

Já é conhecido também o calendário até à final. Os quartos de final jogar-se-ão a 31 de maio e terão o seguinte alinhamento:

Portugal-Itália

Espanha-Croácia

Dinamarca-Alemanha

Países Baixos-França

O vencedor do Portugal-Itália defrontará a seleção da Dinamarca ou da Alemanha nas meias finais. Já Espanha ou Croácia terão encontro marcado com a seleção que sair vitoriosa do encontro entre Países Baixos e França. Os últimos encontros antes da final serão realizados a 3 de junho.

Portugal, se lá chegar, tentará levantar pela primeira vez o troféu no escalão sub-21 dia 6 de junho.

Fonte da imagem de capa: Twitter @selecaoportugal