Curiosidades: 10 craques com descendência futebolística

Filho de peixe sabe nadar e para estes jogadores o futebol corre nas veias desde o nascimento. Nas Curiosidades desta semana fique a conhecer 10 craques com filhos no mundo de futebol.

Peter e Kasper Schmeichel

Peter Schmeichel foi um guarda-redes dinamarquês que jogou no Manchester United na gloriosa década de 1990. Ganhou 15 títulos ao serviço dos Red Devils e fez parte da seleção dinamarquesa que fez história e, após ser repescada, venceu o Europeu 1992. Fez parte também da equipa do Sporting que foi campeã em 1999/2000, antes de se reformar no eterno rival do Manchester United: o Manchester City

Kasper Schmeichel é filho de Peter Schmeichel e, tal como o pai também é guarda-redes. Joga desde 2011 no Leicester City, onde se afirmou como um dos melhores guarda-redes a jogar em Inglaterra. Foi também uma das figuras principais na épica conquista do Leicester em 2015/2016. Também tem historial pela seleção dinamarquesa, sendo um dos melhores jogadores da seleção no Mundial de 2018.

Fonte da imagem: Blog bet.pt

Patrick e Justin Kluivert

Patrick Kluivert é um dos melhores jogadores holandeses de sempre. Foi até 2013 o melhor marcador da laranja mecânica com 40 golos e é ídolo do Ajax e do Barcelona. É o jogador mais novo de sempre a marcar um golo na final da Liga dos Campeões, quando em 1995, com apenas 18 anos marcou o único golo da vitória do Ajax.

Patrick tem um filho no mundo de futebol: Justin Kuivert, que foi outrora uma das maiores promessas no Ajax. Em 2018 mudou-se para a Roma perdendo a grande época do Ajax que chegou às meias finais e, em Itália, nunca se conseguiu impor. Atualmente joga no Leipzig por empréstimo dos romanos e também não tem sido opção regular na Alemanha. Com 21 anos ainda tem no entanto, tempo para dar a volta à carreira.

Fonte da imagem: globo.com

George e Timothy Weah

Atualmente é o presidente da Libéria, mas em tempos já foi o melhor do mundo. George Weah jogou por clubes como o Mónaco, o PSG ou o Manchester City mas foi no Milan que viveu o auge da carreira. Em 1995 foi eleito o Melhor jogador Africano do ano, ganhou a Bola de Ouro e foi eleito o Melhor Jogador do Mundo pela FIFA.

O filho, Timothy Weah, é ponta de lança e internacional pelos EUA. Fez a formação no PSG e neste momento é jogador do Lille, onde tem vindo a ganhar espaço. Com apenas 21 anos é considerado um dos novos valores da nova geração em que muitos norte-americanos depositam enormes esperanças.

Fonte da imagem: BeSoccer

Paolo e Daniel Maldini

A família Maldini já vai na terceira geração ao serviço do Milan. Filho de Cesare Maldini, Paolo Maldini é um dos melhores defesas de sempre e o eterno capitão do Milan. Apesar de ser considerado por muitos defesa central, posição na qual também jogou, o italiano jogou a maior parte da carreira como lateral esquerdo. Venceu sete campeonatos italianos e cinco Ligas dos Campeões. Detém também o recorde de golo mais rápido da Liga de Campeões.

Daniel Maldini é assim a terceira geração ao serviço do clube da cidade de Milão. Com apenas 19 anos o médio ofensivo leva já 10 jogos esta temporada ao serviço do clube que tem no pai um dos maiores ídolos.

Fonte da imagem: Blog bet.pt

Lilian, Marcus e Khéphren Thuram

Lilian Thuram foi um defesa central e lateral direito da seleção francesa. Jogou no Mónaco, Parma, Juventus e Barcelona, mas foi ao serviço da seleção francesa que mais se destacou. Com 142 golos com a camisola dos Bleus, detém o recorde de jogos pela seleção francesa, onde conquistou o Mundial de 1998 e o Europeu de 2000. Atualmente é um importante ativista contra o racismo e tem dois filhos ligados ao futebol.

Marcus Thuram tem 23 anos e é avançado no Borussia Monchengladbach. Após formação em França encontra-se desde 2019 a jogar na Alemanha e as boas exibições levaram-no à seleção francesa onde já realizou três partidas. Khéphren Thuram atua no Nice e apesar dos tenros 20 anos é já um jogador importante na equipa francesa. Nesta temporada o médio conta com 24 partidas na Ligue 1 e com dois golos marcados.

Fonte da imagem: 90min

Diego, Giovanni e Gianluca Simeone

Diego Simeone é o atual treinador do Atlético de Madrid, clube onde teve maior destaque na sua carreira como jogador. Com passagens também por clubes como o Inter de Milão e a Lazio o argentino era conhecido por ser bastante combativo em campo, um estilo também associado às equipas por ele treinadas.

Tem três filhos, sendo que dois já estão na equipa principal dos clubes onde jogam. Giovanni é o mais famoso e atua no Cagliari. Após passagem por clubes argentinos e italianos, o ponta de lança com 25 anos encontrou o seu melhor nível ao serviço do Cagliari. Já Gianluca tem 22 anos joga no CD Ibiza, clube das divisões inferiores espanholas e, tal como o irmão também é ponta de lança.

Fonte da imagem: Torcedores.com

Gheorge e Ianis Hagi

Gheorge Hagi é indubitavelmente o maior nome do futebol romeno. Apelidado de “Maradona dos Cárpatos”, o romeno passou parte da carreira no país Natal onde mostrou por várias vezes a sua qualidade. Jogou também em grandes clubes na Europa, como o Real Madrid, o Brescia ou o Barcelona. Em 2009 fundou a Academia de Fotbal Georghe Hagi que tem uma equipa no principal escalão romeno: o Viitorul, equipa treinada pelo próprio.

Foi no clube do qual o pai é proprietário que Ianis Hagi deu os primeiros passos, e hoje é considerado o nome maior da promissora geração romena. O médio ofensivo passou por clubes como a Fiorentina e o Genk antes de chegar ao Rangers. Esta época, o romeno com 22 anos foi uma peça fundamental para o clube escocês quebrar a hegemonia do Celtic no panorama nacional.

Fonte da imagem: Daily Record

Mazinho, Rafinha e Thiago Alcântara

Iomar do Nascimento, mais conhecido por Mazinho foi um lateral-direito e médio brasileiro. Foi formado no Vasco da Gama e é até hoje um dos grandes nomes do clube brasileiro. Com uma carreira no Brasil, Espanha e Inglaterra, Mazinho tem nos palmarés o título de campeão do mundo pelo Brasil em 1994.

Tem também dois filhos bem conhecidos no futebol mundial. Rafinha tem 28 anos, defende as cores canarinhas e joga no PSG. O médio centro teve formação na cantera do Barcelona e, após empréstimos ao Celta de Vigo e Inter de Milão, abandonou o clube catalão a custo zero, jogando atualmente no PSG. Já Thiago Alcântara, tal como o irmão, jogou pelo Barcelona. No entanto, em 2013 saiu do clube espanhol e rumou ao Bayern de Munique à procura de mais oportunidades. Nos bávaros afirmou-se como um dos melhores médios do mundo e conquistou várias Bundesligas e uma Liga dos Campeões, sendo o melhor jogador da final. No início desta época mudou-se para o Liverpool, e após algumas lesões o médio com 29 anos afirmou-se como titular no meio campo de Jurgen Klopp. Ao contrário de Rafinha, Thiago defende as cores da seleção espanhola, tendo já 41 internacionalizações.

Fonte da imagem: Blog bet.pt

Domingos e Gonçalo Paciência

Domingos Paciência é um ídolo no Futebol Clube do Porto, clube onde passou a maior parte da carreira como jogador (exceto dois anos em que atuou ao serviço do Tenerife). O ponta de lança ganhou sete títulos do campeonato português e ao longo da carreira, representou por 35 vezes a seleção nacional, onde marcou nove golos. Após o término da carreira virou treinador, tendo treinado já vários clubes em Portugal e na Europa.

Gonçalo Paciência joga na mesma posição que o pai e também começou a jogar ao serviço do Porto. Após sucessivos empréstimos, o jogador abandonou definitivamente o clube da Cidade Invicta, rumando à Alemanha, onde representou o Eintracht Frankfurt e o Schalke 04, clube onde ainda joga. Com 26 anos, prepara-se para regressar à competição após cinco meses de ausência por lesão.

Fonte da imagem: Blog bet.pt

Sérgio (pai e filho), Rodrigo, Moisés e Francisco Conceição

O atual treinador do Porto teve também uma boa carreira como jogador, destacando-se em diversos clubes, nomeadamente o que agora treina. É também um ídolo da Lazio. O extremo português representou também a seleção nacional, tendo sido o herói de um jogo que muitos ainda recordam até hoje: a vitória de Portugal à Alemanha no Euro 2000, jogo onde Sérgio Conceição marcou três golos.

O treinador português tem cinco filhos, estando quatro ligados ao mundo do futebol. Sérgio (24 anos) é lateral direito do Estrela, Rodrigo (21 anos) atua pelo Porto B, Moisés (19 anos) joga pela equipa B do Rio Ave e Francisco (18 anos), estreou-se pela equipa principal do Porto esta época. O jovem português parece mesmo ser o mais promissor dos filhos de Sérgio Conceição, dada a imprevisibilidade e capacidade que tem com a bola nos pés para gerar desequilíbrios. Orientado pelo pai, os dois já tiveram um momento emotivo, quando após um golo criado pelo jovem português se abraçaram de forma emotiva. O golo foi anulado, mas o momento de cumplicidade ficou eternamente registado.

Fonte da imagem: Sábado

 

Fonte da imagem de capa: TVI24